cabala

Segunda Lição

A Cabala. Objeto e Método

A proposição que deveis fazer-vos ao estudar a Cabala é chegar à paz profunda, através da tranqüilidade do espírito e paz do coração.

A tranqüilidade do espírito é um efeito da certeza; o sossego do coração deve-se à paciência e à fé.

Sem a fé, a ciência conduz à dúvida; sem a ciência , a fé conduz á superstição. As duas unidas produzem a certeza e, para juntá-las, não é preciso confundi-las. O objeto da fé é a hipótese e chega a converter-se em certeza quando a hipótese exige a evidência ou as demonstrações da ciência.

A ciência é comprovada por fatos. As leis são inferidas das repetições dos fatos. A generalidade dos fatos em presença de tal ou qual força demonstra a existência das leis. As leis inteligentes são necessariamente desejadas e dirigidas pela inteligência. A unidade das leis faz supor a unidade da inteligência legisladora. A esta inteligência, que estamos obrigados a supor segundo as obras manifestas, mas que não é possível definir que chamamos Deus.

A minha carta chegou as vossas mãos; eis aqui um fato evidente, a minha escrita foi reconhecida, bem como meu pensamento, e deduziste disso que fui eu quem vos escreveu. É uma hipótese razoável, porém a hipótese necessária é a de que alguém escreveu a carta. Poderia ser apócrifa, porém não tendes razão para supô-lo. Se pretendêsseis que a carta tivesse caído do céu, estaríeis beirando o absurdo, estabelecendo uma hipótese absurda.

Eis aqui, segundo o método cabalístico, como se organiza a certeza:

Evidência…………………………………………………………………..

Demonstração científica………………………………………………. Certeza

Hipótese necessária………………………………………………………

Hipótese razoável……………………………………………………… Probabilidade

Hipótese duvidosa……………………………………………………… Dúvida

Hipótese absurda…………………………………………………………Erro

Não saindo deste método, o espírito adquire uma verdadeira infalibilidade, posto que afirma o que sabe, crê no que deve necessariamente supor, admite as suposições razoáveis, examina as suposições duvidosas e afasta as absurdas.

Toda a Cabala está contida no que os mestres chamaram as trinta e duas vias e as cinqüenta portas.

As trinta e duas vias são trinta e duas idéias absolutas e reais unida aos dez números da aritmética e às vinte e duas letras do alfabeto hebraico.

Eis aqui estas idéias:

Números

1-Supremo Poder , 2- Sabedoria Absoluta , 3-Inteligência Infinita, 4-Bondade,5-Justiça ou rigor, 6-Beleza, 7-Vitória, 8-Eternidade, 9-Fecundidade, 10-Realidade

Letras

Aleph- Pai, Beth- Mãe, Guimel- Natureza, Daleth- Autoridade, Hé- Religião, Vau- Propriedade, Dzain- Liberdade, Sheth- Repartição, Theth- Prudência, Iod- Ordem, Caph- Força, Lamed- Sacrificio, Mem- Morte, Nun- Reversibilidade, Samech- Ser universal, Snain- Equilíbrio, Phé- Imortalidade, Tsade- Sombra e reflexo, Koph- Luz, Shin- Providência, Tau- Síntese

(Cartas de Eliphas Levi,As Origens da Cabala,pag 113, Editora Pensamento)

Uma resposta para “cabala

  1. I’m normally to blogging and i definitely respect your content. The short article has actually peaks my interest. I’m going to bookmark your website and hold checking for brand new details.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s