Nossa Senhora Conceição Aparecida

Nossa Senhora Conceição Aparecida


12 de Outubro

Em 1928, o Papa Pio XI batizou Nossa Senhora Conceição de Aparecida como rainha e padroeira do Brasil. Mas somente em 1954 que a santa passou a ser homenageada, especificamente no dia 12 de outubro, dedicado a ela.

COMO TUDO COMEÇOU?


A devoção à santa vem de longa data. Mais precisamente em 12 de outubro de 1717, quando três pescadores, Domingos Garcia, Felipe Pedroso e João Alves, após jogarem suas redes no rio Paraíba, pescaram a imagem da santa. Um sinal para a farta pescaria que viria a seguir.

A imagem em madeira media 40 cm de comprimento. Felipe guardou a imagem em sua casa, onde recebeu várias pessoas que queriam ver Nossa Senhora e fazer orações e novenas. Cinco anos depois, ao se mudar para outro bairro, ele deu a imagem a seu filho Athanásio, e pediu que a guardasse.

Na casa de Athanásio, foi construído um altar de madeira onde todos os sábados ele e os vizinhos rezavam um terço em sua devoção. Neste altar, os fiéis acreditam que Nossa Senhora fez seu primeiro milagre, apagando duas velas no momento da reza. Os presentes ainda tentaram reacendê-las mas não conseguiram.

O SANTUÁRIO

Em 1735, o vigário da cidade de Guaratinguetá construiu uma capela no Morro dos Coqueiros aberta à visitação pública. Mas o número de fiéis aumentava ano após ano, o que exigiu a construção de um basílica, batizada de Basílica Velha, localizada na cidade de Aparecida, em São Paulo.

A necessidade de uma basílica maior fez com que fosse construído o Santuário Nacional de Nossa Senhora de Aparecida, na mesma cidade, em 1955. Em tamanho, só perde para a de São Pedro, no Vaticano.

Abrigando a imagem encontrada no rio Paraíba, a basílica nova recebe romeiros o ano todo, aumentando quando se aproxima 12 de outubro e tem capacidade para receber 45 mil pessoas.

Em 1717 foi encontrada por pescadores, no rio Paraíba, uma imagem da Senhora da Conceição. Primeiro encontraram o corpo sem cabeça e logo após, a cabeça. O pescador Filipe Pedroso guardou a imagem em sua casa, onde passou a ser venerada pela família e por demais pessoas. Com o tempo, foram sendo atribuídos à imagem, diversos milagres.

A devoção foi crescendo e com o passar do tempo a imagem foi sendo chamada pelo povo de Senhora da Conceição Aparecida. Seu escultor foi, com grande probabilidade, Frei Agostinho de Jesus OSB por volta de 1650, em Sant’Ana do Parnaíba. Supõe-se que alguém, por estar a imagem quebrada, lançou-a às águas do rio.

Em 1741 iniciou-se a construção de uma igreja nova para veneração e culto à imagem. Em 1888 foi terminada pelo Frei Monte Carmelo OSB a chamada Basílica Velha e inaugurada solenemente pelo então bispo de São Paulo, D. Lino Deodato.

A importância da figura de Maria na Igreja, prende-se à importância do papel que ela teve na história da salvação, particularmente importante no mistério da encarnação junto ao Messias: mãe. Discreta durante o nascimento do Redentor, foi também uma presença discretíssima durante a vida pública de Jesus. Quantos fatos ela apenas “guardava em seu coração”!

E finalmente nos é dada como mãe, pelas palavras do próprio Salvador. Maria, repleta dos dons do Espírito Santo, mãe da Igreja, prolonga sua preciosa presença até o fim dos tempos, derramando sobre os membros de Cristo as graças que possui em plenitude.

A presença de Maria é um fio de ouro encontrado no tecido da história da salvação. Daí os cristãos, desde o início da Igreja reconhecerem a grandiosidade desta figura e prestarem culto a Deus através dos mais importantes momentos da vida de Maria e suplicarem sem cessar sua intercessão.

Fonte: www.ibge.gov.br

 

Alguns milagres atribuídos a Nossa Senhora Conceição Aparecida

A libertação do escravo Zacarias

O escravo Zacarias havia fugido de uma fazenda no Paraná e acabou sendo capturado no Vale do Paraíba. Foi caçado e capturado por um famoso capitão do mato e, ao ser levado de volta, preso por correntes nos pulsos e nos pés, e como passassem perto da capela da Santa, pediu permissão para rezar diante da imagem. Rezou com tanta devoção que as correntes milagrosamente se romperam, deixando-o livre. Diante do ocorrido, seu senhor acabou por libertá-lo.

O cavaleiro ateu

Um cavaleiro que passava por Aparecida, vendo a fé dos romeiros, zombou deles e tentou entrar na igreja a cavalo para destruir a imagem da santa. Na tentativa, as patas do cavalo ficaram presas na escadaria da igreja. Até hoje pode-se ver a marca de uma das ferraduras em uma pedra, na sala dos milagres da Basílica Nova.

A cura da menina cega

Uma menina cega, ao aproximar-se, com a mãe, da Basílica, olhou em direção a ela e, de repente, exclamou “Mãe, como aquela igreja é bonita.” Estava enxergando, perfeitamente curada.

Fonte: www.portaldafamilia.org

História da Imagem
Nossa Senhora da Conceição Aparecida

A história de Nossa Senhora da Conceição Aparecida tem seu início pelos meados de 1717, quando chegou a notícia de que o Conde de Assumar, D.Pedro de Almeida e Portugal , Governador da Província de São Paulo e Minas Gerais, iria passar pela Vila de Guaratinguetá, a caminho de Vila Rica, hoje cidade de Ouro Preto – MG.

Convocado pela Câmara de Guaratinguetá, os pescadores Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves saíram à procura de peixes no Rio Paraíba. Desceram o rio e nada conseguiram. Depois de muitas tentativas sem sucesso, chegaram ao Porto Itaguaçu. João Alves lançou a rede nas águas e apanhou o corpo de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição sem a cabeça. Lançou novamente a rede e apanhou a cabeça da mesma imagem. Daí em diante os peixes chegaram em abundância para os três humildes pescadores.

Durante 15 anos seguidos, a imagem ficou com a família de Felipe Pedroso, que a levou para casa, onde as pessoas da vizinhança se reuniam para rezar. A devoção foi crescendo no meio do povo e muitas graças foram alcançadas por aqueles que rezavam diante da imagem. A fama dos poderes extraordinários de Nossa Senhora foi se espalhando pelas regiões do Brasil.

A família construiu um oratório, que logo tornou-se pequeno. Por volta de 1734, o Vigário de Guaratinguetá construiu uma Capela no alto do Morro dos Coqueiros, aberta à visitação pública em 26 de julho de 1745. Mas o número de fiéis aumentava e, em 1834, foi iniciada a construção de uma igreja maior (atual Basílica Velha).

No ano de 1894, chegou a Aparecida um grupo de padres e irmãos da Congregação dos Missionários Redentoristas, para trabalhar no atendimento aos romeiros que acorriam aos pés da Virgem Maria para rezar com a Senhora “Aparecida” das águas.

A 8 de setembro de 1904, a Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi coroada, solenemente, por D. José Camargo Barros. No dia 29 de abril de 1908, a igreja recebeu o título de Basílica Menor. Vinte anos depois, a 17 de dezembro de 1928, a vila que se formara ao redor da igreja no alto do Morro dos Coqueiros tornou-se Município. E, em 1929, Nossa Senhora foi proclamada “Rainha do Brasil e sua Padroeira Oficial”, por determinação do Papa Pio XI.

 

Com o passar do tempo, a devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida foi crescendo e o número de romeiros foi aumentando cada vez mais. A primeira Basílica tornou-se pequena. Era necessário a construção de outro templo, bem maior, que pudesse acomodar tantos romeiros. Por iniciativa dos missionários Redentoristas e dos Senhores Bispos, teve início em 11 de novembro de 1955 a construção de uma outra igreja, atual Basílica Nova. Em 1980, ainda em construção, foi consagrada pelo Papa João Paulo II e recebeu o título de Basílica Menor. Em 1984, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) declarou oficialmente a Basílica de Aparecida: Santuário Nacional; “maior Santuário Mariano do mundo”.

Descrição da Imagem


A Imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida é de argila e foi encontrada no rio Paraíba na segunda quinzena de outubro de 1717, medindo 40 centímetros de altura. Seu estilo é seiscentista, como atestam alguns especialistas que a estudaram. Em 1978, após o atentado que a reduzira em quase duzentos fragmentos, foi encaminhada ao Prof. Pietro Maria Bardi, que a examinou com o Dr. João Marinho, colecionador de imagens brasileiras. Foi totalmente reconstituída pela artista plástica Maria Helena Chartuni.

Coroa e Manto

 

A partir de 8 de setembro de 1904, quando foi coroada, a imagem passou a usar oficialmente a coroa ofertada pela Princesa Isabel em 1884, juntamente com o manto azul-marinho.

Fonte: www.velhosamigos.com.br

12 Respostas para “Nossa Senhora Conceição Aparecida

  1. Minha nossa Senhora Aparecida obrigada por tudo que faz por mim e pele minha familia obrigada por ter intercedida a Jesus e ter me tirado da escuridão hoje sou uma nova pessoa obrigada por todos os milagres que vem acontecando em minha vida te amo minha mae querida amem.

  2. EU COMO UMA CRISTA TENHO MUITA FÉ,AMO MINHA SANTA… E ACREDITO NO FUNDO DO MEU CORAÇÃO JA MAIS DEIXAREI PESSOAS ME MOSTRAR AL CONTRARIO JA FUI ABENÇOADA E CONTINUO SENDO. DEUS COLOCOU ELA EM NOSSAS VIDAS!! CANDO CRIANÇA SENTIA FALTA DA MINHA MÃE QUE, NÃO Á CONHECI DEUS LEVOU CANDO EU TINHA 5 ANOS MAS HOJE EU TENHO MINHA SATA AMADA COMO MINHA MÃE E SOU MUITO FELIZ POR TELÁ

  3. carlos roberto paulini sou devoto de nossa senhora aparecida
    por ter muinta saude deixei de fumar beber gracas recebida
    nossa senhora fes um milagre em mim hoje tenho muinta saude
    tenho uma familia maravilhosa sou muinto felis

  4. a nossa senhora aparecida ela olha para a nossa criança e por todos nos ela ja me ajudou muito por isso que hoje eu agradesso muito e ela te amo nossa senhora aparecida ass:gabrieli aparecida zechin

  5. Meu testemunho é sobre o poder de Nossa Senhora Aparecida e do quanto ela intercedeu por mim.
    Meu pai sempre foi alcoólatra e casamento dele com a minha mão nunca foi um mar de rosas devido o seu vício; e eu cresci num lar não muito harmonioso. Devido a isto minha opinião sobre o casamento não era muito agradável. Mas como toda mulher eu também queria ter uma família, mas eu ficava neste dilema sobre casar ou não casar.
    Quando completei 18 anos, comecei a busca pelo parceiro,tive vários namorados, mas a vida insistia em me mostrar que era melhor ficar sozinha, quando estava com 24 anos, e cansada de estar só, vendo todos os meus amigos constituírem suas famílias, fiz uma promessa pra Nossa Senhora Aparecida, que se ela me ajudasse a encontrar um homem digno para afastar a minha solidão, eu escreveria um testemunho da sua graça, e rezaria um terço na sua imagem na igreja de minha cidade, e depois de que me casasse eu faria um testemunho ao vivo em um circulo de oração.
    Seis meses depois ela respondeu as minhas preces, hoje estou com 26 anos e fiquei noiva a um mês, da pessoa mais maravilhosa que existe no mundo, ele não tem vícios, é muito trabalhador e me trata como se eu fosse uma rainha.
    Como Nossa Senhora fez a parte dela eu estou cumprindo a minha.
    E o meu recado para vocês é que acreditem no poder de Nossa Senhora, rezem e tenham fé, pois ela atende as preces sim!

    Cristiane.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s