ANAEL 1 e 2 – 17-10-2010 – AUTRES DIMENSIONS

Eu Sou Anael Arcanjo.

Bem Amados Filhos da Luz, eu venho a vocês do mesmo modo que vocês vêm a mim.
Nós nos reencontramos em meio a um espaço especial, bem além das palavras, em meio à Tri-Unidade, em seu Coração e em Espírito e em Verdade.

Eu venho entre vocês deste modo para, em primeiro lugar, explicitar certo número de informações suplementares e complementares concernentes aos 4 Pilares e, em seguida, se vocês o desejam, eu os deixarei a palavra e colocar questões relativas à evolução atual presente sobre esta Terra.

Como o sabem, e como eu o anunciei exatamente após o Arcanjo Miguel, seus céus se modificam.

Aqueles que observam o Sol, aqueles que observam o céu, falam do que está acontecendo hoje mesmo e cada dia doravante até o final de seu ano civil.

Então, permitam-me, com relação a esta perspectiva, melhor esclarecer o que representa e o que são seus 4 Pilares, instalados em meio às suas linhagens espirituais desde este verão [inverno no hemisfério sul] e permitindo-lhes, se tal é seu desejo, aproximá-los do que vocês são, em Verdade e em Unidade.

Esses 4 Pilares foram chamados indiferentemente o Alfa e o Ômega, IM e IS.
Eles foram também chamados Aqui e Agora, Hic e Nunc.

No que se refere ao Alfa e Ômega, as palavras que podem ali ser aplicadas são a Atenção e a Intenção.

A cada um desses Pilares corresponde um elemento em seu mundo, como em meio aos 4 Pilares originais de toda criação, denominados os 4 Viventes ou Hayot Há Kodesh.

Comecemos, se efetivamente o querem, pelo primeiro desses Pilares, a Atenção.
Prosseguiremos, em seguida, no 2º pilar, a Intenção e, depois, visualizaremos em seguida o 3º, Ética, e o 4º, Integridade.

Outros nomes, é claro, podem ser aportados ao nível Vibratório a essas 4 estruturas.
Desde os elementos, passando pelos nomes dos 4 elementos e também passando pelos dados muito mais concretos relativos à evolução de sua consciência atualmente.
E é sobre isso que eu desenvolverei, se efetivamente o querem, hoje,

O 1º dos Pilares, aquele que justamente foi desviado, é a Atenção.

De fato, ao nível do Universo existe uma grande Lei que não pôde ser apagada em meio mesmo desta Dimensão dissociada na qual vocês evoluem, que é o princípio de atração, do qual decorre, aliás, o princípio de Atenção.

A Atenção diz o que?
A Atenção diz que, ao nível Consciência, aquilo a que vocês prestam Atenção se manifesta, ilustrando o princípio de atração, bem além da lei de ação e de reação existente nos multiuniversos e nas multidimensões.
Aquilo para o que vocês prestam Atenção se torna real.
O conjunto de estratégias manipulatórias de seu mundo consistiu, para aquele que foi chamado Deus ou diabo, fechá-los dentro de uma Ilusão.

Yaldebaoth, de fato, desde o início desta falsificação, encarou a Consciência sob um ângulo que lhe era propício, quer dizer, desenvolver a atenção das Consciências presas na matriz ainda mais sobre a matriz.

De fato, o grande princípio do Universo é a lei de atração e de ressonância, existente e tendo sido falsificada em seu mundo, como em outros, e chamada ação/reação.

A partir do momento em que uma Consciência, mesmo fechada num corpo, leva sua Atenção sobre algo exterior a ela, isso desemboca inexorável e progressivamente, estendido em milênios, à incapacidade de levar a Atenção sobre o Ser verídico Interior, presente em vocês.

Várias tradições disseram que esse mundo era uma ilusão, uma projeção de um holograma.
O problema é que a Consciência seguiu a projeção deste holograma através de um sistema sofisticado.

A federação das emoções da humanidade então permitiu criar relações muito mais fortes do que as cadeias físicas, muito mais fortes do que as sevícias, no sentido físico.

A criação de uma Atenção falsificada, como o desejo, qualquer que seja, levada sobre um objeto exterior a si, desviou sua Atenção do que você é em Verdade.

O ponto ao qual vocês chegariam hoje, se não houvesse a chegada da Onda Galáctica e da Confederação Intergaláctica de Luz, tinha por único objetivo apagar totalmente o que vocês são, em Verdade, por uma projeção total e final de sua Consciência Unitária na multiplicidade, na adesão voluntária ou inconsciente aos dogmas, às crenças, aos fatos mentais e aos fatos emocionais.

Como o sabem, existem muito numerosas egrégoras na superfície desta Terra, que vão atrair sua Atenção.
Uma entre elas, a mais conhecida porque a mais utilizada, sobretudo desde a vinda das imagens – o que vocês chamam as imagens diretas do que acontece do outro lado de seu planeta, num plano exterior – foi o esporte.

A adesão das multidões, a adesão das atenções de um número enorme de consciências sobre um mesmo fato, cria literalmente uma aspiração da Energia e da Consciência para esse fato.
Isso se chama egrégora.

Vocês todos ouviram falar.
Hoje, sua Atenção deve se dirigir para seu Ser Interior e também para seu céu, e não sobre quaisquer elementos e acontecimentos sociais, culturais, evidentemente muito sedutores e é esse o objetivo, para lhes subtrair a Energia e a Consciência.

Com efeito, o fato de privá-los de sua Atenção correta e Interior desvia a corrente da Consciência para a fortificação do que é chamado um estado Ilusório ligado a projeções de desejo, a projeções de emoções, a projeções de crenças.

A adesão, assim, às crenças, quaisquer que sejam, os privam de sua Liberdade pouco a pouco.
Isso foi realizado desde milênios, de vida em vida, a fim de chegar ao ponto em que vocês estão hoje.

O 2º Pilar, ligado, ele, ao elemento não mais Fogo como a Atenção, mas ao elemento Terra, é chamada Intenção, quer dizer, a concretização, nesse plano, de toda Ilusão num plano físico sólido e visível.

A Intenção é a qualidade e a quantidade de vontade que vocês colocam, a quantidade de Consciência que vocês colocam, para levar sua Atenção sobre um fato, sobre um evento, sobre um sentimento ou sobre o que quer que seja, fazendo sua Consciência.

O eixo Alfa e Ômega, inicial e original, que fez dizer ao Cristo «eu sou o Alfa e o Ômega, o início e o fim» foi transformado em uma ‘espiral’ [boucle]invertida, permitindo girar literalmente em espiral o conjunto das Energias às quais vocês prestavam Atenção, às quais vocês davam fé e às quais vocês atribuíam sua confiança e sua Verdade.

Não era mais sua Verdade, mas uma verdade pré-estabelecida, pré-determinada, pré-conscientizada, de modo a desviar, literalmente, a Energia de sua Consciência para um objetivo que não era sua Unidade, nem sua Verdade, mas uma verdade imposta do exterior pelas forças Arcônticas e por Yaldebaoth.

O estratagema deste ser (porque é um ser como vocês e eu somos Consciências) foi fechá-los, cada vez mais profundamente, nas esferas da Ilusão, até que esta esfera de Ilusão se torne a única realidade que lhes seja acessível devido ao desvio de sua Atenção e de sua Intenção, privando-os pouco a pouco da lucidez que está presente no Aqui e Agora.

Vou então à segunda parte da Cruz: IM e IS, Hic e Nunc, Aqui e Agora, que Cristo chamou «Eu sou o Caminho, a Verdade».

Fazendo-os sair de seu caminho, que é sua Unificação e sua confiança à sua Eternidade, à sua centelha divina, ao seu Corpo de Existência, ao que vocês são além da Ilusão, a Ética foi pouco a pouco transformada em moral e em julgamento de valor bem/mal.

O conjunto das ações do ser humano foi, portanto, levado a se comportar segundo duas regras, e somente duas regras, chamadas o Bem e o Mal, recorrendo a noções de medo, a noções de sociabilidade, a noções de julgamento de valor unicamente referenciadas com relação ao Bem e ao Mal e isso, independentemente de toda Verdade intrínseca da Consciência.

Esse julgamento de valor tinha apenas por único objetivo afastá-los do que é chamado o Caminho.
O Caminho que é Aqui, que é intemporal, como os ensinamentos orientais o deram desde muito tempo.

O mental passa seu tempo literalmente a vagar entre suas crenças, suposições, projeções, a fim de que a Consciência não possa ser liberada desta influência mental.

Ora, vocês não são seu mental.
Seu mental, que poderia ser, certamente, uma ferramenta favorecendo seu despertar, foi submetido, do mesmo modo, pelas forças egrégoras a um mental comum, falsificado, que, como vocês o sabem hoje, pode ser substituído, de maneira extremamente fácil, por sua ligação à Merkabah interdimensional coletiva.

Cabe a vocês decidir.
Cabe a vocês decidir não mais ser submetido às influências mentais de suas mídias, às influências mentais das crenças, mesmo as mais espirituais aparentemente, mas religarem-se à egrégora da Liberdade.

Assim, esse 3º Pilar, chamado Aqui, Caminho, IM, é aquele que os remete diretamente ao Mistério, quer dizer, ao que vocês são em Verdade, ao que vocês são em seu caminho Unitário.

Não mais os personagens e as máscaras que vocês portam, não mais o jogo que vocês jogam em sua própria projeção na Ilusão, mas a Verdade de seu Ser profundo que é Amor, Verdade, Unidade e Luz.

Assim, a Ética que fazia de vocês seres livres e responsáveis e autônomos, fez de vocês seres (pela caricatura do que é chamada a moral), seres sujeitos ao pecado, sujeitos ao Bem e ao Mal, sujeitos aos julgamentos de valor, impedindo-os, literalmente, de tocar a Unidade.

Porque o equilíbrio nesta falsificação pode apenas existir por um combate permanente do Bem e do Mal.

Vocês devem tentar viver e apreender em Consciência que aqueles que criam o Bem são os mesmos que aqueles que criam o Mal.
São as duas facetas de uma mesma peça ilusória.

Deus e Diabo são exatamente a mesma entidade que falsifica e que os inunda de julgamentos de valor, de julgamentos morais, de julgamentos mentais, impedindo-os, literalmente, o acesso à sua Unidade, o acesso ao Aqui e Agora.

Aqui e Agora, vários ensinamentos e vários professores orientais como ocidentais traduziram este Aqui e Agora como a cessação da atividade mental e a cessação da atividade emocional.

O mental não se situa no Presente.
O mental situa-se sempre numa referência ao passado.

A cognição, assim como vocês a nomeiam, é sempre procedente de um conjunto de fatos, situando-se em sua Ilusão passada, perpetuando-se na Ilusão presente, adaptando seus comportamentos a um conjunto de engramas presentes em seu cérebro comportamental que é, como por acaso, o cérebro reptiliano.

Agora, há também uma projeção desestabilizando-os para a frente, que é chamado o desejo.
O desejo de possuir a emoção.
A necessidade de satisfação de uma antecipação do mental, chamada emoção, é o elemento que os afasta mais do Agora, porque o desejo é sempre voltado para o futuro.

Obviamente, vocês não podem desejar um passado qualquer.
Naquele momento, é o mental que toma a retransmissão.
O mental está, portanto, inscrito numa memória.

O desejo é, ele, inscrito numa projeção desse mesmo mental, com relação à satisfação de um desejo, qualquer que seja, concernente a esse corpo, como a seu mental, como à Ilusão da personalidade.

Assim, portanto, desembaraçando-se do mental, reencontrando sua Ética Interior, desembaraçando-se do desejo – quer dizer, desembaraçando-se do que é amanhã – vocês reencontram o Agora, ou seja, o instante Presente, o que o Arcanjo Uriel chama a Presença.

Este estado de Presença que os coloca ao centro de seus 4 Pilares, que faz dizer ao Cristo «Eu Sou o Alfa e o Ômega, o caminho e a Verdade» permitindo encontrar a vida e, sobretudo, o centro e o alinhamento.

Você não pode participar de qualquer modo a esse mundo e ser, ao mesmo tempo, Unificado.

Evidentemente, eu não quero dizer com isso que vocês devam se extrair do mundo, mas, simplesmente, ter a lucidez e a Consciência de que tudo o que vocês criaram, programaram, projetaram, anteciparam, é um freio enorme ao acesso para o que vocês são em Verdade, para o que vocês são além da Ilusão.

A Ilusão implica a Ilusão.
Não pode haver Verdade em meio à Ilusão.

Vocês são, inteira e exclusivamente, projetados e confinados nesta Dimensão.
A Cruz, a Cruz da redenção de que falou Maria, o Coroamento do que vocês são, em Verdade e em Unidade, produziu-se este verão [inverno no hemisfério sul], dando-lhes os meios, se vocês desejam, de se colocarem novamente sob a influência da Cruz elementar (e não a Cruz falsificada chamada de crucifixo, cruz desigual), mas de se recolocarem ao centro da Cruz dos 4 elementos, a fim de estarem centrados e alinhados, reencontrarem a pureza, reencontrarem a Integridade, reencontrarem o que vocês são, em Verdade, para além da falsificação.

Mas enquanto vocês dão pesos a qualquer crença, enquanto vocês seguem um caminho exterior a vocês mesmo, ainda que representado por um ser lúcido que tenha encontrado a Verdade nesse mundo, enquanto vocês projetam um medo, uma apreensão ou um desejo que seja vocês não podem encontrar o instante Presente e realizar o Si.
É tão simples assim.

A porta do Coração, o abandono à Luz que eu defini há mais de 16 meses, corresponde estritamente a isso.

Obviamente, vocês são obrigados, pelo momento, a permanecer nesse mundo e agir nesse mundo.
Mas há dois modos de ali agir: ou Unificado, ou não Unificado.

E vocês devem realizar previamente a Unidade da Consciência, a Unidade de sua Verdade, para poderem agir de maneira Unitária, quer dizer, soltos e descristalizados, literalmente, da lei de ação e de reação, para poderem conduzir uma ação Livre, uma ação de Luz, uma ação de Semeadores de Luz, de Ancoradores de Luz e de serviço.

Enquanto vocês estão imersos em qualquer projeção, enquanto vocês estão sujeitos a qualquer gravidade vinda de seu próprio passado, vocês não estão livres para agir a seu modo segundo as leis da Luz.

Há, portanto, uma revolução de Consciência a realizar e eu lhes falo novamente disso agora, porque, desde este verão, e, sobretudo, desde o final de setembro, as coisas mudaram.
Elas mudaram grandemente, como eu o anunciei, permitindo, de um lado, o aparecimento em seus céus das forças da Luz intergaláctica dos Mundos Unificados e Livres que se manifestam doravante em pleno dia e manifestar-se-ão, cada vez mais, em seus céus.

Obviamente, a falsificação da Luz vai encontrar aí um estratagema para, eles também, aparecerem em seus céus, em formas que nada têm a ver com a Luz.
Estejam bem conscientes desta duplicidade.
Mas seu Coração não poderá enganá-los, nesse nível.

O que vocês observarem, vocês o Vibrarão no peito, ou não o Vibrarão.
O que vocês viverem, em sua vida, se vocês estão centrados entre a Atenção e a Intenção, entre a Ética e a Integridade, far-se-á sempre sob os auspícios da Unidade, da Inteligência da Luz e do Coração.

Estejam, portanto, conscientes de onde vocês colocam sua Energia.
Estejam, portanto, conscientes de onde vocês colocam sua Atenção, a fim de que sua Intenção não seja presa pelas forças matriciais em resistência à Luz.

A Luz, como o sabem, ganhou o direito de reencontrar seu lugar nesse mundo.
É isso o que ela está fazendo atualmente.

É seu dever, se tal é seu desejo, estabelecer-se também em sua Unidade.
Isso pode se fazer apenas colocando-se entre os quatro Pilares e tornando-se lúcido, com uma grande Clareza, com uma grande Precisão, superar o condicionamento ligado ao Triângulo Luciferiano, denominado bem e mal, a fim de se recolocar numa lógica evolutiva bem mais Unitária, bem mais Vibral e bem mais em ressonância com sua Verdade, e não a verdade falsificada tal como ela lhes foi impressa por alguns Povos das Estrelas vindos da Ursa Maior.

Hoje, sua liberação é, mais do que nunca, possível e, mais do que nunca, concebível, porque vocês estão na aurora de uma revolução total da Consciência planetária que se traduzirá pela irrupção total da Onda Galáctica de Luz, pela irrupção total e a visão total da transformação do Sol, tal como vocês o veem e tal como alguns de vocês já perceberam essas modificações desde já algum tempo.

Vocês estão, como foi dito, nos tempos reduzidos, nos tempos descontados, onde cada dia que passa os aproxima de sua revolução e de sua Revelação final.
É o que está em jogo.

Cada dia o empurrão da Luz vai se tornar cada vez mais importante.
Este empurrão de Luz vai fazê-los, se vocês o acolhem, ir cada vez mais para seu Coração, para a Alegria, para a Unidade, para o Fogo do Coração, resumidamente, todas as coisas que lhes foram nomeadas e anunciadas há agora mais de um ano.

Obviamente, as forças de resistência e de oposição à Luz vão fazer tudo o que lhes é possível para provocá-los no combate do Bem e do Mal.
Esta é a última armadilha.
A armadilha final: querer a todo custo fazer o Bem para opor ao Mal que vem.
Isso seria um erro desastroso, porque os arrastaria num ciclo de alternância Bem/Mal, confinando-os na terceira Dimensão.

O objetivo não é não agir, mas agir na Unidade.
O objetivo não é, portanto, reagir ao mal, qualquer que seja.
O objetivo não é querer fazer o bem.
O objetivo é ser Unitário.
Ser na Luz.
Centrar-se entre o Alfa e o Ômega, o Hic e o Nunc.

Cada dia vai se tornar, não um combate, mas uma luta real entre a Unidade e a dualidade.

Lembrem-se de que a Unidade jamais quis a separação.
É a dualidade.

Mas compreendam bem que jamais a Unidade quis se separar das outras forças que a constituíam.
Assim, portanto, a questão que lhes será claramente colocada em sua Consciência será: vocês querem ir para a Unidade?
Vocês querem prosseguir a dualidade?

Mas vocês não poderão ao mesmo tempo prosseguir a Unidade e ao mesmo tempo permanecer na dualidade.

Cabe a vocês saber se aderem ainda à mora.
Cabe a vocês saber se aderem ao seu mental, aos seus desejos ou se, finalmente, vocês decidem regressar à casa, à Verdade do que vocês são, bem além da aparência da personalidade, bem além desta estrutura em carbono.

A estrutura em carbono não é um mal em si, não é um bem em si.
Isto foi, antes da falsificação, uma experiência maravilhosa de criações, decididas e concluídas pelos grandes Golfinhos de Sírius, há 20 milhões de anos, que criaram Consciências de vida, que juntaram seu próprio DNA, que permitiram à raça humana nascer e aparecer.

Mas vocês não são a raça humana que creem ser.
Vocês são todos procedentes das Sementes de Estrela.
Vocês têm todos, em vocês, diversas polaridades vindas das diferentes esferas possíveis de manifestações da vida e isso, em todas as dimensões.

Vocês querem reencontrar isso ou vocês querem permanecer ainda um tempo nesta Ilusão?
Vocês somente, e somente vocês têm a resposta.

Cabe a vocês efetivamente prestar atenção, cada instante, cada sopro de sua vida, além do Yoga que lhes foi comunicado por Um Amigo e por outros Melquisedeques.

Cabe-lhes se definirem através de sua Atenção.

No que vocês colocam sua Atenção?

Lembrem-se de que a Energia, tal como a nomeiam e, razão além disso, as partículas Adamantinas, as partículas de Luz Vibral, vão seguir as linhas de menor resistência ligadas à sua própria Atenção.

Se sua Atenção se coloca na Luz Vibral, vocês viverão a Luz Vibral.
Se sua Atenção se coloca nos conflitos, vocês viverão os conflitos.
Não pode ser de outro modo.

Em seguida, sua Intenção.
Qual é sua intenção profunda?

Em seguida, vocês são colocados no Aqui e Agora.
Vocês estão colocados na interação do jogo dual do mental e das emoções?
Cabe a vocês, então, se definirem.
Cabe a vocês, portanto, se situarem.

Vocês estão ao centro ou vocês não estão ao centro?

Aí estão as algumas informações suplementares que eu desejava lhes dar relativas a esses quatro Pilares.

Vou agora deixá-los expressar o que vocês têm vontade de expressar.

Questão: como permanecer na Atenção quando ela é desviada por uma distração?
Bem Amada, há, para isso, um aprendizado.
Até o presente, este aprendizado chamar-se-ia meditação.
Hoje, há à sua disposição meios muito mais simples.

Eu penso, em particular, na respiração dada por Mestre Ram.[*]
Eu penso, em particular, na Consciência do Coração [**], que pode se estabelecer a partir do momento em que, justamente, a Atenção se leva ao Coração órgão e sobre o Coração centro.

Há, também, o ensinamento do Yoga da Unidade [***], o trabalho na respiração, no Switch da Consciência e na prática do Yoga da Unidade, tala como foi comunicado em sua primeira parte por Um Amigo e lhes permitirá realizar, através da Atenção e da Intenção, do Aqui e Agora, seu próprio alinhamento.

Vocês não poderão chegar a uma Atenção justa pela ferramenta mental.
A ilusão está nesse nível.
A vontade estritamente nada pode para lhes permitir descobrir a Unidade.
É nesse sentido que eu defini muito longamente o abandono à Luz, que estritamente nada tem a ver com a utilização da vontade.

A vontade, mesmo a vontade de bem – e é a maior das falsificações que ocorreram no século XX – arrastaram-nos no prosseguimento da dualidade.
Isso se chama a Ilusão Luciferiana.

E, quando nós falamos de duas humanidades que se separariam, efetivamente, este é o caso.
Há a humanidade submissa à Ilusão Luciferiana, ou seja, a tudo o que não é o Alfa e o Ômega, Aqui e Agora.
E há a humanidade do Coração, aquela que aceita entregar-se à Vibração do Coração, à Vibração da Unidade e à Vibração da Consciência.

Vocês não podem se servir de seu mental para vencer o mental.
Ele se sairá sempre vencedor.

Vocês não podem se servir de suas próprias emoções para superar as emoções.
As emoções serão sempre vencedoras.

Apenas no abandono à Luz, no acolhimento da Luz e em algumas formas de ginástica, que lhes foram reveladas há pouco tempo, que vocês podem realizar este estado de Unidade.
E absolutamente por nenhuma outra maneira.

[*] Respiração do Coração – http://leiturasdaluz.blogspot.com/2010/05/protocolo-praticar-respiracao-do.html

[**] Meditação guiada sobre o Coração
http://leiturasdaluz.blogspot.com/2009/07/protocolo-praticar-meditacao-guiada.html

[***] Yoga da Unidade
http://leiturasdaluz.blogspot.com/2010/09/protocolo-praticar-yoga-da-unidade-1.html
http://leiturasdaluz.blogspot.com/2010/09/protocolo-praticar-yoga-da-unidade-2.html
http://leiturasdaluz.blogspot.com/2010/09/protocolo-praticar-yoga-da-unidade-3.html
RESUMO: http://leiturasdaluz.blogspot.com/2010/10/protocolo-yoga-da-unidade.html

Questão: para chegar a este Estado, o Yoga, o tai-chi, o Qi gong, são insuficientes?
Bem Amada, não é possível generalizar.
Para alguns seres, isso pode ser amplamente suficiente.

Alguns seres, aliás, não têm necessidade de estritamente nada, tanto que eles estão próximos de seu eixo central.

Muitos seres humanos, e, em particular, de jovem idade, hoje, descobrem a Unidade sem ter tido necessidade de “praticar” o que quer que seja.

Outros, encistados [presos num cisto], literalmente, nas formas de vida (seja esta vida presente ou outras vidas vividas na matriz), estão fechados, literalmente, nos comportamentos, nos medos, nas emoções, nos desejos.
Para estes, obviamente, a liberação não pode ser obtida instantaneamente.

O acesso à Unidade apenas se pode fazer, naquele momento, através da prática efetivamente de Yoga da Unidade, da prática do que eu chamei o abandono à Luz.

Questão: o que é da «boa vontade mundial», preconizada por alguns Mestres?
Bem Amada, esses 7 Mestres dos 7 raios, que estão fechados, eles mesmos, na matriz, criando uma ilusão a mais, falaram, efetivamente, da vontade.

Jamais, jamais, jamais a vontade os conduzirá ao Coração.

É a mais perfeita das Ilusões e a mais perfeita das falsificações.

Os assim nomeados por mim mesmo, pretensos Mestres dos raios, são apenas a pálida cópia dos Arcanjos.

Eles usurparam uma liberação que apenas existe na cabeça deles.

Jamais, jamais um neófito ou um discípulo, participando desse trabalho, abrirá seu Coração.

E eu falo de abertura do Coração como Vibração Unitária percebida no peito.

A única Vibração presente para aqueles seres é o terceiro olho e continuará o terceiro olho, ou seja, a dualidade Luciferiana.

Certamente, muito sedutor, porque é nesse nível que se situam, para a humanidade, os poderes.
O ego espiritual está na dianteira da cena.

Não há certamente abandono à Luz que é o oposto, mas o estrito oposto, da vontade de bem.

A Luz se revela em seus Céus.
Captem ali a Unidade.
Captem a Unidade, no Sol, em seu Coração, e não num conhecimento esotérico, qualquer que seja, que é apenas um sucedâneo da Verdade e da Unidade.

A Unidade está em vocês.
A Unidade é vocês, o que vocês são, quando vocês tocam sua Unidade, sua Verdade, seu Si, sua Existência.

Não me parece que os seres adeptos deste ensinamento Luciferiano tenham encontrado o Si.
Eles encontraram o poder, a visão.

Todos os poderes, todos os Siddhis de que Buda falava, ele mesmo: «quando você encontra os poderes, salve-se rapidamente».

A Ilusão Luciferiana não permitirá jamais abrir o Coração.

Falar do Coração é uma coisa.
Agir para fazer o bem e dizer que é o Coração é uma coisa.
Vibrar no Fogo do Coração é uma outra.

Agora, ainda uma vez, será feito a cada um segundo sua fé, quer dizer, segundo sua própria Vibração.

Eu os remeto a São João: «haverá muitos chamados, poucos escolhidos».

Os chamados serão marcados na fronte.
São aqueles que terão desviado a Energia da Luz, aproveitando da efusão de Luz, desde 1984, para nutrir o ego espiritual e não se abandonar à Luz.
O abandono se vive no Coração.
O poder se vive no terceiro olho.

Questão: como a lei de atração foi falsificada no âmbito de nossa 3ª Dimensão?
A atração foi modificada.

A lei essencial do Universo é efetivamente a lei de atração e de ressonância, existente numa lei muito mais geral, denominada a lei de Ação de Graça, onde tudo é liberdade, tudo é movimento e expansão, onde não pode haver qualquer punição, na medida em que nada é mal e nada é bem e tudo É.

O grande princípio de falsificação foi dicotomizar o que é chamado o Triângulo Luciferiano (símbolo dos Illuminati com o terceiro olho ao meio), símbolo do conhecimento, tendo-lhes confinado segundo os limites chamados Bem/Mal e Alfa ou Fogo prometéico, Fogo luciferiano.

A humanidade foi, então, forçada a se comportar em algo que era asfixiado, tendo limitado as 12 virtudes das 12 fitas de DNA a três virtudes denominadas Bem, Mal e Fogo.

Esse Fogo falsificado foi um Fogo por atrito, assim denominado porque, colocando em oposição, permanentemente, o Bem e o Mal, tendo então substituído a Lei de Ação de Graça pela Lei do carma ou de ação/reação.

O carma não existe nos mundos livres.
Não há punição em qualquer nível, porque tudo é Luz, tudo é Vibral e nada, absolutamente nada, que possa forçá-los a ir para onde vocês não queiram ir, quando vocês reencontram seu Corpo de Existência.

A lei de atração foi substituída, progressivamente, desde mais de 320.000 anos, pela lei de ação/reação.

Nisso, foram enxertados modelos enchendo-lhe a cabeça, de vida em vida, que vocês progrediriam e que vocês atingiriam uma liberação, para se juntarem justamente aos Mestres da Loja Negra, que estão, eles mesmos, confinados em sua própria Ilusão.

Assim, portanto, encheram-lhes a cabeça com algo que não existe, que não tem mais realidade do que o corpo que vocês habitam.

Já, os estratagemas foram numerosos até fazê-los dizer que apenas através da reencarnação vocês podiam evoluir, sabendo que o que vocês chamam os Illuminati, os famosos reptilianos vindos da Ursa Maior são, eles, totalmente livres de movimentos na própria matriz e não pagam absolutamente pelos jarros quebrados das coisas horríveis que eles efetuaram.

Eles, portanto, fizeram crer em algo em que eles mesmos não acreditavam.

Agora, compreendam bem também que não é necessário julgar, porque é através da experiência da Energia Luciferiana, em sua forma falsificada, é através da própria confrontação com os Illuminati que, hoje, esse Fogo por atrito, ligado à dualidade, lhes permite, entretanto, conectar à Unidade.

É preciso, portanto, agradecer e render Graças a esses seres que, bem contra a vontade, serviram a Unidade e a Fonte.

Questão: os quatro Pilares, representados pelos 4 elementos, podem sê-lo para os animais?
Bem Amada, o que você chama animais é apenas uma falsificação, uma farsa estúpida dos Dracos que são, eles mesmos, os animais.

Assim, o humano se considera como à parte e superior aos animais.

Compreendam bem que suas linhagens nada têm de humano.

Alguns de vocês têm sangue reptiliano.
Outros têm sangue, e, portanto o DNA, vindo de Sírius, portanto, dos golfinhos.
Outros, enfim, vêm da linhagem das Águias.

Existe uma mistura extremamente inacreditável do que vocês chamam animais, no ser humano.

Assim, portanto, a representação dos quatro evangelistas por quatro animais corresponde a uma Verdade, é claro.

A linhagem das Águias, por exemplo, que é a linhagem do bem amado São João – ou Sri Aurobindo – vem de Altair.

A linhagem da água, em ressonância direta com os cetáceos e, em particular, os golfinhos, são os Mestres geneticistas de Sírius de 18ª Dimensão que criaram este Universo, bem antes de sua falsificação.

Assim, portanto, os animais não são animais, mas são as próprias linhagens de vocês.

Questão: que fazer quando se sente pesada por viver com pessoas deficientes?
Bem Amada, é preciso aceitar que as circunstâncias de vida nas quais vocês chegam hoje, que vocês sejam ricos ou pobres, que sejas sós, cercados, correspondem muito exatamente ao que vocês têm a viver, nesse momento, neste final dos tempos.

Não há outros comportamentos precisos com relação ao que você chamaria de pesos.

Que esse peso seja ligado a um cônjuge, a uma profissão, a um filho, a um ambiente próximo que é debilitante.

Isso faz parte de seu destino e do que você tem a viver para se liberar.

Alguns, hoje, que encontraram sua Unidade, tiveram êxito em se liberar de tudo o que fazia seus diferentes papéis sociais afetivos.

Outros estão presos em alguns pesos e alguns apegos.

Isso se junta exatamente ao princípio de não dualidade, de se colocar a si mesmo na Unidade pelo abandono à Luz, a fim de que o próprio princípio de irradiação da Luz Unitária/Vibral mude as características deste ambiente.

Querer agir em seu ambiente os coloca inexoravelmente na dualidade.

Apenas quando vocês estão estabelecidos em sua Unidade que a Luz se faz, e vai progressivamente transformar as próprias circunstâncias de seu ambiente.
O resultado não é o mesmo.

A Atenção e a Intenção que vocês ali colocam não são absolutamente a mesma.

Num caso, há reação com relação a uma problemática e vontade de fazer desaparecer esta problemática.

No outro caso, há acolhimento e abandono à Luz, sabendo que a Inteligência da Luz vai, ela mesma, resolver o que, para vocês, é um problema.

No que vocês confiam?
Vocês confiam em vocês mesmos?
Vocês confiam na Luz?

Aqueles que estão realmente, entre vocês, no acolhimento e no abandono da Luz, veem a vida transformada, inteiramente.
Seja com relação à preexistência de doença ou de algumas relações, de algumas situações, estas se transformam pela Inteligência da Luz.
Isso se chama a Ação de Graça.
Em outros tempos, se preferem, a Divina providência.

Questão: Maria evocou a existência de pessoas encarnadas que seriam como missionárias, enviadas, com um papel específico. Você pode desenvolver sobre esse assunto? Esse papel é definido antes da encarnação ou durante a encarnação, em função das competências desenvolvidas?
Bem amado, permita-me responder em dois níveis.

O primeiro nível será muito geral e corresponde a uma verdade absoluta.
Cada ser humano sobre este planeta, dotado de uma alma e de um espírito, tem uma única vocação: reencontrar o que ele É.

Vocês são, portanto, nesse sentido, auto-missionados.

Agora, é exato que alguns espíritos específicos tendo participado, de maneira extensiva ou específica, nas encarnações em meio a esta falsificação, tenham uma função (e não um papel específico) precisa no que é denominada “equipe no solo” cuja função se revela unicamente, para a maior parte deles, recentemente, nesses meses ou nesses anos.

Esse papel e esta função foram definidos há muito tempo, quando dos próprios fundamentos desta civilização falsificada.
Seja nesse último ciclo, seja nos ciclos precedentes.

Há, portanto, efetivamente, além das memórias de ressonância do que vocês chamam de vidas passadas, a realidade de alguns seres para poderem estabelecer pontes de comunicação, pela filiação espiritual e pelas linhagens espirituais deles, a uma função de ressonância precisa relativa a este final de um tempo.

Eu completo, contudo, dizendo que a primeira possibilidade deve ser preenchida antes que a segunda se manifeste.
Não pode haver atribuição de papel ou de função, como eu disse, enquanto a realização do Si, ou seja, a porta do Coração não esteja realizada.

Questão: é por vezes solicitado para ‘orar e vigiar’. Poderia definir essas duas palavras?
Bem amada, a palavra ‘oração’ foi amplamente, nesta dimensão, degradada.

Qual é o objetivo da oração?
É o de manter uma tensão de vontade para o Bem?
É simplesmente pedir para que a Luz se estabeleça?

O princípio e o funcionamento não são o mesmo.

No caso de orar em vontade de Bem, há a persistência da Dualidade.

Quando a oração está centrada no acolhimento e no abandono à Luz e no pedido do estabelecimento da Luz, ela é Unitária.

Há uma diferença essencial.

Agora, no que concerne ao ‘vigiar e orar’, a palavra ‘vigiar’ corresponde a uma manutenção da Atenção e da Intenção, entre o Alfa e o Ômega, permitindo estar Lúcido, a cada instante, a cada sopro, o que é uma primeira etapa ao desenvolvimento e à concretização do Si, no Si, e, para além do Si, na Existência.

Assim, o ‘vigiar e orar’ corresponde a uma atitude específica de tensão da Consciência para o Si, para o Céu, para o Ser, para além das aparências desse mundo.

O Vigiar e Orar, empregado pelo Cristo, correspondia ao momento de sua vinda, porque foi dito naquele momento: “Vigiai e orai, porque vocês não sabem nem a hora nem o lugar”.

O que podemos dizer, e assim como Maria o disse, é que o momento é iminente.

Eu confirmo o que eu disse há pouco mais de duas semanas: “Levem olhos sobre ao Coração. Levem os olhos ao seu Céu. Observem, percebam e sintam o que se faz, atualmente”.

Suas percepções, a ativação de seu chacra do Coração, qualquer que seja a manifestação, ao nível da primeira etapa ou da realização completa do Samadhi, é a prova que o que vocês vivem corresponde à iminência desse regresso.

O Vigiar e Orar é, portanto, uma atitude de Espírito, uma atitude de Consciência, uma atitude de Alma e de Personalidade, que se dirige para um único objetivo: a revelação e a realização do Si, da Existência e do acesso à Multidimensionalidade.

Questão: Velgan, numa de suas intervenções, disse que havia implantado alguns seres sobre a Terra, com propósito de algumas missões. Poderia dizer o que é exatamente?
Bem amado, o que acontece em seus Céus é a Ilustração do que Velgan anunciou, em acordo com o patriarca de Vega.

O que acontece agora, em seus céus, corresponde, efetivamente, ao que foi anunciado por Velgan, há vários meses.

As Embarcações da Confederação Intergaláctica, em particular aquelas correspondentes à 3ª Dimensão Unificada, apresentando-se em seus céus, sob forma de Esferas brancas, de Luz branca, são a vanguarda dos Anjos do Senhor, presentes em seus Céus, manifestando-se, agora, de modo quotidiano e permanente sobre o conjunto desta Terra.

Elas são apenas as premissas para a chegada das Forças Micaélicas que, eu os lembro, são ilustradas em um modo visível, pelo aparecimento, aos seus olhos, do cometa, visível em seus Céus em 3 dias.

A implantação realizada em alguns humanos corresponde, de fato, ao despertar das linhagens, realizado de maneira prévia.

Geralmente, este implante Vibratório é realizado na direção do ponto Unidade, atrás da orelha ou do ponto Profundez, atrás da orelha, do outro lado.

O objetivo deste implante de alguns humanos foi, justamente, estabelecer um contato permanente com os Anjos do Senhor, ou enviados do Senhor, assim chamados em algumas escrituras.

Os Vegalianos de 3D Unificada são, de fato, aqueles que são mais capazes, por sua estrutura em carbono Unificada, de penetrar sua Densidade, de ali se desenvolver e de ali intervir de maneira física.
O que é estritamente impossível, obviamente, para um Arcanjo.

Questão: como um ensinamento falso pode ter uma finalidade justa?
Bem amada, o que faz a finalidade?
Um ensinamento justo pode ter uma finalidade completamente desviada, deturpada.

Assim, portanto, um ensinamento falso, baseado em algo que é vivido intimamente por uma pessoa, pode ter uma finalidade perfeitamente justa, se é ressonante e os faz ir para seu Coração.

O Coração é simples.
O ensinamento o mais simples é aquele da humildade e da simplicidade.
Mas qual é o ser humano que é capaz de se recordar, de se lembrar e de fazê-lo seu único objetivo?

O Ser humano, devido mesmo à falsificação e ao desenvolvimento das forças mentais, tem sempre tendência a complicar, tem sempre tendência a querer explicitar, tem sempre tendência a querer, a se desviar de seu próprio Coração.

É toda a diferença do que foi desenvolvido entre o Ego e o Si.

O Ego busca o conhecimento e o buscará eternamente, porque o ego foi persuadido de que o conhecimento o salvaria desta sede de conhecimento.

O Coração busca o Coração.
O Coração é simples, humilde, bom e, sobretudo, humilde.

Humildade, simplicidade.

Hoje, devido à ativação da Merkabah Interdimensional, devido à modificação de seus céus, de seu sol e desta própria Terra, a porta, a Vibração da porta do Coração, está totalmente presente.

Então, vocês devem estudar os ensinamentos complicados?
Vocês devem buscar, sempre, no exterior de vocês?

Porque esses ensinamentos permanecem sempre exteriores a vocês, enquanto que a Verdade está presente em vocês, de toda a eternidade.

Na Verdade Absoluta, todo ensinamento vivido pela cabeça os afasta do Coração.

Qualquer que seja a complexidade, qualquer que seja a compreensão que vocês possam ter do Universo visível e invisível, isso não fará de vocês alguém que experimenta esta verdade elucidada ao nível intelectual.

Essa é a maior armadilha de Lúcifer, fazer crer que o conhecimento, qualquer que seja, justo ou falso, os conduz ao Coração.
Isso é impossível.

Apenas, justamente, quando o conhecimento é deixado de lado, que o Coração pode se abrir.

Por que os seres que viveram um acesso à Luz, mesmo dentro da matriz falsificada, sempre o realizaram pelo abandono do Mental, pela simplicidade ou pela devoção, não explicado pelos raciocínios, não explicado por uma lógica, mas vivido na espontaneidade?
E, isso, tanto no Ocidente como no Oriente ou em outros lugares.

O Si não será jamais o conhecimento.
O Si é Vibratório, o Si é Alegria, o Si é Eternidade, o que não será jamais o Ego.

Para empregar uma imagem, o Ego infla com o conhecimento.
Quanto mais o conhecimento cresce, quanto mais o esclarecimento dos mistérios do Universo lhes apareça, mais vocês penetram os arcanos do esoterismo, mais vocês se afastam do Coração.

O Ego quer sempre fazê-los crer que há uma verdade melhor do que outra.
Ora, há apenas uma Verdade, é aquela de seu Coração e ela escapará, de maneira infinita, à potência do Ego.

Questão: comunicar-se com as energias da natureza pode nos conduzir a este estado?
Bem amada, você pode, olhando o Sol, viver o Si.
Você pode, expressando-se numa Arte, viver o Si.
Você pode, comunicando-se com uma árvore, viver o Si.

Isso necessita, não uma forma especial de técnica, mas, ainda uma vez, um Abandono à Luz, um Abandono à sua própria abertura ao nível do Coração.

Isso apenas pode se realizar se o Mental está em repouso, ou seja, se não há nem projeção, nem desejo, se não há qualquer antecipação, mas se há imersão no instante presente, do sopro da verdade eterna na experiência realizada.
Se não há, tampouco, possibilidade de identificação a esta comunicação existente, então, o Si se revela.

Questão: a utilização em consciência para si dos poderes da alma mantém na dualidade?
Bem amado, inteiramente.
Quer haja Abandono, quer não haja Abandono.

A Redenção, no sentido em que Maria empregou, o Coroamento, o Alinhamento das 3 Lareiras, apenas é possível a partir do momento em que toda vontade pessoal é aniquilada, a partir do momento em que há desincrustação e descristalização de toda identificação a um fenômeno passageiro, seja ele chamado sua vida e esse corpo.

A separação da humanidade, assim como a anunciamos, a decantação do que é pesado e do que é leve, se faz deste modo.

Vocês não podem se ater a esse mundo e ter a Verdade.

Vocês devem, contudo, estar vivos e despertos nesse Mundo.
Vocês estão sobre esse mundo, mas vocês não são desse mundo.

Onde é seu reino?
Está ele nas posses?
Está ele no que vocês veem?
Ou seu reino é seu Coração?
Não há outra alternativa.

Questão: os Anjos do Senhor, os Vegalianos, vão colocar o pé sobre a Terra?
Bem amada, eles colocarão no momento adequado, se for necessário.
Simplesmente, o conjunto da Confederação Intergaláctica tenta, por diversos meios, fazer levar a atenção de vocês para nós, para, já, aceitarem a possibilidade da Verdade de nossa Presença e não simplesmente nela crerem.

Assim como eu disse àquele a quem guardo, saber não é ver.
Atualmente, vocês veem com seus olhos de carne.
O que vocês vão fazer?

Questão: a alimentação tem uma importância para a elevação de Consciência?
Bem amada, eu desenvolvi longamente sobre isso há mais de um ano, mas voltarei a explicar.

Cada ser humano é diferente.
Alguns têm necessidade de se enraizar, de se tornar pesado, para se elevar.
Outros têm necessidade de não mais se ter pesado para se elevar.

Cada caso é diferente.
Agora, siga o que lhe diz seu Coração.

Pela Vibração você perceberá muito facilmente o que é bom e o que é nefasto para você.

Há seres que podem decidir se elevar sem mudar seu comportamento, simplesmente como preconizei, mudando a alimentação por uma alimentação líquida.
Isso não bastará para abrir o Coração.

Para outros, sim, isso pode bastar, porque eles estavam na porta do Coração, muito próximos desta abertura.

Ainda uma vez, não há resposta pronta, cada ser humano é diferente com relação a isso.

Mas é inegável que, se vocês privilegiam, como eu o disse, a alimentação líquida, provocando esforços digestivos muito menos importantes do que a alimentação sólida, naquele momento, vocês dirigem preferencialmente os fluxos Vibratórios e as partículas Adamantinas para seu Canal Mediano da coluna vertebral e para seu chacra do Coração, o que favorecerá tanto mais seu acesso ao Coração.

Questão: de onde vem esta impressão de que o corpo não é o meu?
Bem amado, esse corpo, seguramente, não é você.

Você toma esse corpo, assim como esse mundo, você o emprestou, mas não é jamais seu mundo.

Você tem diversas ascendências espirituais e diversas filiações espirituais.
Você é portador de diversas Vibrações, de diversas linhagens, de diversas origens dimensionais.
Isso não é específico para você, mas é específico para todo ser humano presente, hoje, dentro de um corpo.
Você não é esse corpo, você não é desse Mundo, você é bem mais do que isso.
Simplesmente, a Consciência de cada um é em função, evidentemente, de seu grau de identificação, de seu grau de apego a esta forma ilusória e efêmera.

Questão: como levar Atenção sobre a Coroa da Cabeça e do Coração?
Bem amada, você pode efetivamente se ajudar com certo número de gestos e de posturas que foram comunicadas, já, desde o início de seu ano de 2010, por Sri Aurobindo, sobre o acolhimento da Luz Crística em Unidade e em Verdade.

Há também o Yoga da Unidade, dado por Um Amigo, correspondente a uma focalização de Consciência facilitada pela prática de alguns gestos.

Cabe-lhe, assim como a cada um, sentir o que, para si, é o mais fácil, a fim de levar a Consciência sobre a zona, efetivamente, do chacra do Coração, que será uma ajuda, para a maior parte de vocês, para o acesso a seu chacra do Coração, tudo estando bem Consciente, ainda uma vez, e Lúcido sobre o fato de que apenas vocês e vocês mesmos que podem, do Interior, abrir seu Coração.

Isso corresponde ao que o Cristo chamou de “Fiat Lux” [Faça-se a Luz], “Que sua vontade se faça e não a minha”.
É o Abandono total de sua vontade à Luz que assinala o retorno à sua Unidade, a lembrança de seu juramento e o retorno à memória original.

O ritual está aí apenas para, justamente, favorecer sua Atenção e sua Intenção e permitir-lhe se aproximar desse momento.

Mas o Abandono à Luz não será jamais realizado por um protocolo, por mais sofisticado que ele seja.
Ele pode ser realizado apenas por você mesmo, na humildade e na simplicidade.

Questão: alguns seres estão encarnados desde milênios, e outros, desde somente uma geração. Podem estar conscientes?
Sim.
Mas isso é, de qualquer modo, identificação à matriz.

A realização do Si pode ser mais fácil ou mais difícil, de acordo com a tomada de encarnação extensiva, em número ou em intensidade, ou ainda em quantidade ou em qualidade.
Ainda uma vez, não há regra nesse nível.

Alguns seres encontram o Si com extrema facilidade, outros não chegam a encontrar, apesar de seus conhecimentos inumeráveis e apesar de suas tomadas de encarnação extensivas sobre esta Terra.

Lembrem-se de que não é a Densidade nem a Intensidade de suas encarnações que dá, para vocês, uma facilidade para realizar o Si.
Que vocês sejam jovens ou anciões, não há estritamente qualquer importância com relação à revelação do Si.

Questão: ser Filho das estrelas pode explicar as formas de rejeição ou de incompreensão, da parte de outras pessoas da humanidade?
Bem amada, a partir do momento em que um ser humano realiza o Si e a partir do momento em que ele é inserido numa dualidade, eu diria quotidiana e convida, este ser humano que realiza o Si se torna um perigo, porque aquele que encontrou a Luz é um verdadeiro perigo para aqueles que têm medo da Luz e que preferem permanecer no escuro.

Assim, portanto, pode haver, efetivamente, mecanismos de rejeição, por vezes muito ativos, em alguns ambientes, para com aqueles que realizam o Si.

Eu preciso, contudo, que o conjunto, mesmo daqueles que recusam, é procedente das estrelas.
Vocês são todos, sem exceção, Filhos das estrelas.
Não é porque um ser humano não o reconheça que ele não o seja.

Questão: como Filho das estrelas, desde que a pessoa é missionada de maneira específica, como toma ela Consciência desta missão?
Bem amada, eu respondi a esta questão no início.
Vocês são todos missionados.

A missão de todos e de cada um, humano sobre esta Terra, é realizar o Si.

A missão das estrelas apenas pode aparecer se há abertura ao Si, é claro, e não para o inverso.

Não pode haver missão referente às estrelas ou um papel ou uma função, se não há primeiramente a abertura do Si.

A realização do Si é um ato onde a Consciência funciona diferentemente.
Isso não pode ser explicitado.
É algo que se vive.

Assim, aquele que coloca a questão do que é a Consciência do Coração não a viveu, porque aquele que a vive sabe instantaneamente o que é, porque é uma reconexão real com a Verdade.

Em seguida, e somente em seguida, e não antes, pode se desenvolver uma função precisa com relação a este final de tempos, mas jamais antes.

Questão: como se pode comportar o melhor possível permanecendo na Unidade, quando se é confrontado a situações de rejeição da parte de outros?
Bem amada, enquanto há rejeição, enquanto há incompreensão, a favor do estabelecimento da Unidade de alguém, é que esta Unidade não está suficientemente estabelecida porque, quando a Unidade se estabelece, o ambiente muda, a lei de atração atua plenamente e, portanto, as circunstâncias da Inteligência da Luz vão então instaurar uma modificação, por vezes abrupta e brutal, deste ambiente, que isso se refira a um ambiente afetivo, profissional ou outro.

A partir do momento em que a Unidade e o Si estão realizados, e manifestados de maneira Consciente e permanente, o ambiente vai mudar em toda velocidade.

As necessidades fisiológicas se modificam, as necessidades sociais se transformam, as necessidades afetivas também.

É o conjunto da vida do ser, que descobriu o Si e que vive o Si, que se transforma.
O ambiente pode apenas se confortar e se alinhar nesta transformação, qualquer que seja o preço a pagar, que não é um preço, mas uma liberação.

Questão: quais Mestres seguir hoje?
Bem amado, não há nenhum outro a seguir do que você mesmo.

Compreenda também, e tente integrar em seu Coração que, enquanto você segue, mesmo o ser o mais prestigiado que viveu sobre esta Terra, ou mesmo um Arcanjo ou a própria Fonte, você não segue a você mesmo.

Isto dito, a possibilidade de viver a Existência (não a realização do Si, que é uma etapa intermediária), o acesso, portanto, em total liberdade, à Existência, foi possível para alguns seres que podem se contar nos dedos de uma mão.

Somente a própria Fonte tem a capacidade de criar um Corpo a partir do zero, porque isso faz parte dos acordos que a Fonte fez com a falsificação inicial, a saber, Yaldebaoth.

Não era questão de que a própria Fonte pudesse se privar de sua vinda nesse Mundo, coisa que ela realiza regularmente, uma a duas vezes por século, materializando um Corpo que sobrevive apenas de 7 a 14 anos.

Independentemente da própria Fonte, Cristo partiu com seu Corpo, Maria partiu com seu Corpo, restam dois outros: Enoque e Elias.

O acesso ao Si, vivido por alguns sábios, permitiu, para aqueles que viveram durante o século XX, serem preservados da reencarnação nesta matriz, criarem um ‘loja’ de Luz branca real e esta ordem é efetivamente presente hoje.

Ela se chama a Ordem dos Melquisedeques, da qual vocês conhecem, por intermédio desse Canal, alguns intervenientes.

O acesso à Existência, hoje, está aberto ao conjunto da humanidade.
Há, portanto, efetivamente, ilustres desconhecidos no sentido da Personalidade que vivem, inteiramente, a Existência, após terem vivido a Revelação e a Realização do Si.

Ainda uma vez, aproximar-se de tais seres, viver junto a tais seres, estritamente a nada serve.

Crer que haveria uma espécie de contaminação automática, em vocês, aproximando-se de um ser que realizou o Si ou que vive a Existência, não lhes será de qualquer socorro se seu coração não está pronto para se abrir.

Isso apenas poderá, aliás, reforçar o Ego, que se esforçará para reencontrar ou reproduzir esta etapa, por sua vontade pessoal, e não pelo Abandono à Luz.
Assim é o paradoxo.

Questão: viver momentos de serenidade, de alegria, ter menos desejo, pode ser um indicador de um caminho para a Existência?
Bem amada, seguramente é.
Isso corresponde ao acesso ao si.

Como Um Amigo o disse, isso corresponde também a manifestações, ou as primícias do Samadhi ou Alegria interior.

Existem vários estados Vibratórios correspondentes ao Samadhi, mas os sintomas que foram enunciados correspondem à abertura do Coração e ao acesso às primeiras etapas desse famoso Samadhi.

Questão: como viver a abertura do Coração quando se está submerso nas emoções?
Bem amada, isso é impossível.
A emoção a arrasta para a reação.

O Coração não é reação, ele é estado, o que não é, verdadeiramente, a mesma coisa.

Assim, portanto, convém aplicar certo número de técnicas que lhe são, aliás, conhecidas, independentemente mesmo do que foi comunicado, relativas à calma emocional.

Lembre-se de que o Mental vem do passado, a Emoção vem do futuro.
Ela a afasta do instante presente.

A prática da Cruz do Yoga Unitário, das 3 Cruzes da redenção, na Cabeça, deveria lhe permitir liberar-se de seus estados emocionais.

Muitos seres humanos confundem emoção e o Coração.
A partir do momento em que há estremecimento, a partir do momento em que há exaltação, há emoção, não pode haver Coração.

O Coração é um estado.
O Coração não é uma reação.
Muitos seres confundem os dois.

A excitação amorosa (que, eu espero, a maior parte de vocês encarnados viveram) faz parte da exaltação.
Mesmo se o ser humano chame a isso o Coração e o Amor, isso não é nem o Amor, nem o Coração.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

________________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.
http://magiadaluabranca.blogspot.com/2010/10/anael-1-e-2-17-de-outubro-de-2010.html
Versão para o português: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com

Extraído de : http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com

Uma resposta para “ANAEL 1 e 2 – 17-10-2010 – AUTRES DIMENSIONS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s