Saint Germain – Co-criando a Transmutação das Condições Planetárias

É preciso haver a conquista humana da liberdade, a qual deve ter por alicerce a Sabedoria que manifesta a transcendência de toda a limitação. Torna-se indispensável que aconteça uma modificação profunda dos hábitos arraigados que comprometem a identidade da alma para com sua Suprema Fonte. Muitas são as pessoas, as quais na verdade representam até mesmo a grande maioria dos habitantes do planeta, que ainda se mantém aprisionadas nas teias da ignorância das Leis Superiores que a matéria lhes impõe. Tal situação não pode se prolongar por muitas décadas há mais, pois é chegado o momento de transmutar as condições planetárias.

                Muitas são as compreensões que terão de ser estabelecidas, de modo a que uma parte significativa da população possa se tornar apta a inspirar à grande massa a também se modificar. A princípio, alguns poucos Focos de Luz aflorarão em meio a paisagem inóspita que agora predomina, porém, estes Focos se multiplicarão, vindo a diminuir fortemente as influências do desconhecimento, que por enquanto impera, em torno dos mecanismos co-criativos da existência. Não há outro meio de mudarmos a situação caótica das cidades e dos meios rurais, que se fazem tão expressivos atualmente nas mais diversas regiões do globo, terá de haver a aprendizagem séria e a aplicação do que se venha a aprender a respeito dos processos através dos quais um indivíduo pode estruturar sua própria vida.
                Não há de haver desalento por parte dos que já se encontram compromissados com a busca da Luz da Espiritualidade, sempre que olham ao redor de si mesmos, e percebem quão distantes do ideal ainda se encontram as pessoas que os cercam. Pensem apenas que, na medida das possibilidades de cada época, a Terra virá a se transformar em um lugar muito mais adequado para se viver em harmonia com as Divinas Leis. Neste momento, é necessário que todo aquele que queira, desde já, assumir um compromisso com a mudança, que aceite sua posição de vanguarda. Sendo assim, este que se coloca em tal posição vantajosa, precisa aceitar-se como alguém que se diferencia dos demais em interesses e nos critérios que conduzem às suas escolhas.
                Ninguém deve acreditar que ficará sozinho se aceitar se transmutar e à sua rotina a fim de preparar-se para a entrada da Era de Aquário que já se inicia. Todo aquele que desejar se congregar aos novos transformadores do mundo, que se aliem a nós, pois somos muitos, e nos ocupamos com a descida de outros conhecimentos para a Terra, que virão a renová-la, a partir da renovação do ser humano. Quem já se encontra aberto para tal oportunidade de mudança que se disponha francamente a começar por suas próprias reformas íntimas, as quais talvez ainda sejam muitas. Faz-se importante que cada um tenha a humildade de perceber suas imperfeições e suas carências, aceitando-se como alguém que precisa se modificar. O processo de transmutação da consciência, que será preciso difundir, envolve a alteração de muitos dos comportamentos que ainda são considerados normais, porque são plenamente aceitos pelos códigos de moral e de ética humana ainda vigentes.
                A Nova Era exige até mesmo a transformação de muitos destes códigos, portanto, comecem por aceitar que, possivelmente, venham a ter que se reavaliar e às suas atitudes, voltando-se para as reais necessidades que lhes fazem se sentir impulsionados a mudar. Sejam sinceros com vocês mesmos e com as outras pessoas, e comecem desenvolvendo disponibilidade íntima para, se necessário, alterar muitas das suas predisposições, sejam elas orgânicas, emocionais ou mentais. O que por enquanto lhes parece aceitável, poderá vir a se tornar inaceitável, desde o ponto de vista da co-criação dos parâmetros que precisarão ser propagados na Nova Era. Co-criar significa doar-se ao bem comum, partindo do conhecimento adquirido e da prática do que se conheceu, em uníssono de interesses com aqueles que também se predispõem a se doar para uma determinada finalidade.
                Vocês já dispõem de fartas informações a respeito de suas naturezas, e de como o eu personalidade teimosamente pretende se manter independente das necessidades do Eu Superior. Já faz alguns anos que a Ciência Alquímica dos raios vem lhes sendo oferecida, e diversas oportunidades de aprenderem a usar destas energias se fazem disponíveis em muitos países e diferentes idiomas. Compreendam que seus sete corpos, cada um dos quais com sete subdivisões, interagem constantemente com as sete faixas vibratórias, que lhes são equivalentes, e que compõem às camadas vibratórias das sete esferas ou planos da existência com os quais já podem travar contato conscientemente. Por que ainda permanecem apáticos mediante tanta informação? Vocês que já estão em contato com o Sagrado Conhecimento que se faz mais adequado para a transmutação da consciência desta Era, por favor, arregacem as mangas e assumam seus postos de trabalho.
Vamos lançar as mãos à Obra, a fim de manifestarmos a Perfeição que a Senda Alquímica pode fornecer ao planeta e a cada uma das almas que aí permanecem como que em uma escola, aprendendo a existir, e agora também podendo adquirir compreensões que lhe permitem transmutar a existência. Deixem-se de se associar com aqueles que, desiludidos, preferem deixar que a vida continue a fluir sem que se façam mediadores dos mecanismos que a manipulam, dando-lhe substância e significado mais coerentes com a realidade que agora se deseja co-criar. Apropriem-se do Poder Alquímico que lhes alcança através da Ciência dos Sete Raios e de suas 49 Divinas Irradiações, e busquem por Ascensão Espiritual. Tornar-se-ão co-criadores, ao lado da Pessoa de Deus, o Supremo e Absoluto Senhor, a partir de cuja consciência emanam todas as Leis.
                O ser co-criador tem parceria com o Doador de toda a Luz, a qual se manifesta através da Perfeição e do Amor, e o que desejamos fazer haver na Terra, partindo da nova consciência que terá de transformar à humanidade. Compreendendo aos processos alquímicos, a alma individual pode começar então a praticar aos mecanismos que a tornam existente, porque emanam da Fonte a partir da qual tudo se faz perceber como evento ou entidade, significado ou forma, energia ou matéria. Enfim, que tudo tome outra conformação a partir de uma nova consciência que venha a iluminar suas mentes e abrir seus corações, incutindo-lhes atitudes mais condizentes com o que se pretende idealizar através das múltiplas transmutações que precisaremos co-criar, a fim de darmos contorno e substância à prometida Nova Era.
                                               Saint Germain
Conteúdo obtido por sintonização através de Valéria Moraes Ornellas, Sacerdotisa da Ordem de Zadkiel e co-fundadora da Editora Sétimo Raio, Rio de Janeiro – RJ, e originalmente publicado em http://missaodesaintgermain.blogspot.com.br. Se desejar divulgar este texto, favor citar devidamente a autoria e a fonte original da publicação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s