Por Detrás da Morte o Segredo da Vida…

P8100207[1]

Por detrás das plúmbeas nuvens
que escureciam inda mais a noite
eu sei que ainda haviam estrelas
e anjos bailando com demônios

e o beijo da morte na face da lua
secou o céu de negro firmamento
e o poeta desaguou em rebento
cobrindo o rosto com o chão de chuva

para beber do cálice do vento
que fustigava o moinho do tempo
que era incessante ante o infinito
que ecoava num estridente grito

as mil palavras velhas proibidas
que ocultavam o elixir da vida
e escreviam a luz de toda sorte
que desespera e livra-nos da morte.

Por detrás da estrofe o poeta em guarida…
Por detrás da noite o segredo da estrela…
Por detrás do verso o segredo da lida…
Por detrás da morte o segredo da vida…

Jonas R. Sanches
Imagem: Google

Anúncios

Jardim de Poesias

#######1aBeatrice Emma Parsons

A letra foi a semente

da minha semeadura

germinou a poesia

cristalina com alvura;

***

no jardim foi espichando

os seus galhos metafóricos,

suas flores desabrochando

em caules alegóricos.

***

Meu jardim de poesias

é fonte de inspiração,

nele eu planto todo dia

sementes do meu coração;

***

nas manhãs bebo do orvalho

alojado em suas pétalas,

nas noites vivo os olores

emanado em suas vísceras.

***

Meu jardim de poesias,

de analogias e pecados

com as águas da fonte pura

é aguado e purificado;

***

lá é eterna a primavera

e a andorinha faz verão,

lá não há morte nem guerra

somente o algoz da sensação.


Jonas R. Sanches

Imagem: Beatrice Emma Parsons

Liberdade Religiosa

#######1aasagrado-coracao

Católico, judeu ou cristão;

protestante, crente ou muçulmano;

islamista, budista ou hinduísta;

seja fiel, não seja radicalista.

***

O radicalismo não passa de hipocrisia,

pois, há um só Deus, há um só sol,

o resto é invento, é pura ironia;

minha religião é a voz na poesia.

***

Krishna e Buda, Cristo Jesus,

Maomé, Gandhi ou Lutero;

foram ciência junto ao espírito austero,

não guerrearam e morreram pelo clero;

***

hoje o homem mergulhou na ignorância,

pensa ser sábio, ser o dono da razão,

mas, eu lhe digo, meu ilustre amigo,

a religião é dentro do teu coração;

***

pois ele é o templo, teu vizir fortificado,

é o caminho por onde acharás a luz,

pois ele é o templo do teu eu santificado,

é onde habita o segredo que te conduz.


Jonas R. Sanches

Imagem: Google

As Novas Cantigas do Coelho de Alice

#######1aaalice-in-wonderland2714

O coelho branco reacordou

e tirou Alice de sua cartola

ela sonolenta se recostou

sob a amanita com o sol de esmola;

***

a cantiga então recomeçou

com os acordes de outrora,

mas a melodia se renovou

com as novas cores da aurora.

***

Alice não colha os redodendros,

o coelho tem a chave dos sonhos,

as cartas do baralho estão dançando

as mortíferas valsas de estanho;

***

corra coelho, sorria saltitando,

baile com Alice a dança do infinito,

percorra seus caminhos vislumbrando

as notas de um violeiro erudito.

***

Corra Alice, não morra,

baile com os pirilampos ao som da chuva,

percorra as páginas das masmorras

onde aprisionaram o conto de fadas;

***

cavalgue o coelho branco e as estrelas

mas, não se esqueça  de amanhecer

para ver a fantasia cantada alvorecer

e depois novamente adormeça na enseada.

Jonas R. Sanches

Imagem: Disney