COMPENSANDO A FIRMEZA – Mestre Hilarion e Mestre Lanto

Mestre Hilarion e Mestre Lanto

Por Akihito Tanaka

Em 12 de fevereiro de 2013

 

 

 

Estamos nas coordenadas de uma nova concepção da realidade.

 

Sua realidade já não provém da percepção, e sim da criação.

 

É um momento em que cada um de vocês há de transmitir a energia eletromagnética: como será o seu dia a dia, como vocês viverão e como desejam caminhar no cotidiano.

 

Por isso o grande motor desta nova realidade é o chakra base.

 

O chakra base é que lhes permite se integrar com o físico, é que lhes permite ser matéria e é que lhes permite se reconhecer como seres em comunidade e em constante intercâmbio e fluxo de realidades com seu entorno.

 

Vocês não podem ser seres completos que se unem à realidade de seu entorno se estão longe de sua base.

 

É no chakra base onde se estabelece o diálogo com os reinos.

 

Tudo que vocês puderam aprender de seu entorno ou transmitir ao seu entorno se deriva deste grande princípio universal, que é a abertura do lótus deste chakra base. 

 

Isso lhes permite comunicar-se com os animais, com os cristais, com a natureza, com seus semelhantes e com vocês mesmos desde seu centro, não desde a percepção.

 

A firmeza os ajuda na reação positiva ao temor e à dor: lhes permite superar o temor ao êxito que há em vocês, vida após vida, pelos falsos conceitos que rodeiam este termo e pela solidão ou traições por que passaram anteriormente.

 

A firmeza é o grande curador ao redor de seu pâncreas e fígado, é o que realmente lhes permite a nutrição e os desejos físicos de seu corpo ocuparem seu lugar, por isso as pessoas que não perdoam ou que não aceitam as mudanças inesperadas de suas vidas são as mais vulneráveis a esses órgãos, pela tristeza e raiva que elas carregam e que pouco a pouco as afastam de seu prana. 

 

Em todo ser vivo há o cordão conector com sua alma, o que possui a consciência do divino em seu interior.

 

Nada pode romper esse cordão.

 

Por mais afastados que nos encontremos de nosso propósito de vida ou de nossa alma, sempre é reversível.

 

O chakra é poder ver o desenvolvimento da verdade, o que provém do coração e que se materializa de maneira mais rápida que jamais havíamos pensado, em sincronia com as decisões.

 

É o que nos ajuda a encontrar o propósito da vida e abrir o caminho do coração ao eu superior.

 

Se não há paz em nossas raízes, (em nossas relações familiares, em nossas amizades, associações, ciclos de vida, etc.,) não há firmeza e a vida espiritual se transforma em um anseio, em uma fuga e não em uma realidade.

 

Para que o processo de ascensão se complete, haverão de se elevar, pelo plana, os 12 filamentos ativos de DNA: se a base não flui, a energia entrante não se comunica com a terra, com seus chakras transpessoais e não se comunica com sua vida.

 

E fica em suspensão entre planos (é o que muitas vezes nos acontece que ao meditar já está concedido, mas que a nível físico demora em se plasmar, porque não pode se firmar na sinceridade de sermos nós mesmos).

 

No próximo 14 de fevereiro começa o alvorecer do novo portal 6-2-6, ou seja, 15 do 2 de 2013 que todo junto soma 6, é a união com o divino desde a verdade e é agora o momento de prepará-lo. 

 

 

Tão simples como respirar fundo diversas vezes e pedir ao núcleo da Terra um raio de luz azul que nos limpe o chakra estrela de Gaia, situado abaixo de nossos pés, com nove respirações, e posteriormente, suba a energia pelo prana e chegue ao chakra base.

 

Uma vez aí, respiramos de novo e pedimos um raio de luz, um raio coral do núcleo da Terra, em ascendente se situará no chakra estrela de Gaia e depois no chakra base, respirando em cada um deles 17 vezes.

 

Pouco a pouco e com paz, uma vez terminado, olhamos para o chakra estrela da alma, situado a um palmo acima da nossa cabeça e pedimos um raio de luz branca dourada, o raio da ascensão, que ilumina em descendente todos os nossos chakras, a coroa, o terceiro olho, a garganta, o coração, o plexo, o segundo chakra e o base até a estrela de Gaia e, depois de realizar três respirações com a luz branca dourada, podemos baixar para o núcleo da Terra a energia branca dourada e permanecer em meditação o tempo que desejarmos.

  

 

Este exercício simples nos permite a separação dos corpos astrais mais densos, retornando-os à sua energia real e fazendo que os corpos aurais fluam com mais calma e paz.

 

E no plano físico, em poucos dias, as relações pendentes irão se centrando e acalmando, para que todos nós possamos delimitá-las, encerrá-la e abençoá-las.

 

Um grande beijo, irmãos.

 

Despede-se Mestre Hilarion.

 

 

Muito obrigada a todos por compartilhar esta mensagem.

Obrigada e feliz progresso pessoal.

Akihito

 

Fonte: http://ascensionalquimicageometrica.blogspot.com.es/

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/

Respeite todos os créditos

Anúncios

O QUE É A “GRANDE FRATERNIDADE BRANCA”???

O QUE É A “GRANDE FRATERNIDADE BRANCA” ?

É a fraternidade hierárquica celestial, composta dos seres etéreos de Luz, unidos ao UM. Os Elohim, os Arcanjos, os Anjos, os Santos e Sábios Mestres Ascensos que são os Filhos de Deus já Ascensos na Luz, e unidos ao Espírito do Deus vivente e que formam os exércitos do Senhor, e também os 144.000 seres de Vênus que se juntaram ao amado Sanat Kumara para libertar a terra das trevas.

Fazem também parte da Grande Fraternidade Branca, chelas dos Mestres Ascensos que não atingiram a ascensão, indivíduos que lutam para ajudar a evolução das almas da Terra a encontrarem o caminho da luz.


O objetivo desta fraternidade é manter acesa a chama da sabedoria, do amor e do poder de Deus na Terra, a Chama Trina.

Ensinando ao discípulo os ensinamentos esotéricos dos Mestres Ascensos, um estudo sério sobre os mistérios do nosso planeta e do universo que nos cerca.

É o estudo dos mistérios de Deus. É uma ciência para aqueles que “estão prontos” para recebê-la, os que amam a verdade, os místicos, aqueles que anseiam uma aproximação maior com o Criador.

Esta é a hora destes ensinamentos serem compreendidos por muitos, a grande hora do conhecimento quando muitos estão preparados para recebê-lo.

Na Grécia antiga por exemplo, eram famosas as escolas de mistérios, como a de Eleusis, onde estudantes levavam anos para aprender o que atualmente esta aberto para todos.

Desde a expulsão do homem e da mulher do jardim do éden, (a escola de mistérios do Senhor Maitreya, simbolizando a consciência pura de Deus: e-don, significando a sabedoria divina, ou o Domínio do Elohim.), devido ao mal uso do Fogo Sagrado na aplicação incorreta do livre arbítrio, a Grande Fraternidade Branca, tem mantido escolas de mistérios, ou retiros espirituais que atuam como repositórios para o conhecimento do fogo sagrado que é outorgado às chamas gêmeas, quando estas demonstram a disciplina necessária para se manterem no caminho da arvore da vida.

A Grande Fraternidade Branca, patrocinou as escolas de mistérios na Lemúria e na Atlântida, onde as verdades espirituais superiores eram ensinadas àqueles que quisessem seguir as disciplinas dos adeptos.

A Sangha do buda, a comunidade essênia em Qumran e a escola de Pitagoras Crotona, encontravam-se entre as escolas de mistério mais remotas.

Outras escolas localizavam-se nos Himalaias, no extremo oriente e no Egito, bem como na Europa e na América do Sul. Uma a uma, estas escolas de mistérios foram destruídas ou dispersadas.

Sempre que estas escolas eram destruídas, os Mestres Ascensos que as patrocinavam, retiravam suas chamas e santuários sagrados para seus retiros no plano etéreo, onde os discípulos continuam sendo treinados entre as encarnações e em seus corpos mais sutís (durante o sono ou no samadhi) para que possam alcançar o conhecimento do EU Divino.

A Grande Fraternidade Branca é universal, uma entidade cósmica que não pertence a nenhuma escola, mas sim, fundou através dos Mestres Ascensos as escolas de mistério mais atuais e conhecidas, que servem o propósito divino de expansão dos ensinamentos, são elas :

A Escola de Teosofia do final do século XIX, A Agny Yoga, O Movimento EU SOU, A Ponte para a Liberdade e A Summit Lighthouse.

As escolas dos mestres, foram fundadas por Seus mensageiros escolhidos, cada um deles, em épocas diferentes. Estes mensageiros, agora não mais estão à frente destas escolas, assim, o que nos resta, neste momento, é estudar os ensinamentos que os mestres liberaram para a humanidade, através destes mensageiros e suas escolas.

O “exoterismo”, ao contrário do “esoterismo ensinado pelas escolas” estuda os ensinamentos religiosos de fácil compreensão para o entendimento do povo, “os não iniciados”.

Suas escolas também foram criadas pelos mestres ascensos e são as oito maiores religiões do mundo, são elas:

Judaísmo, Budismo, Cristianismo, Hinduismo, Confucionismo, Islamismo, Taoísmo, e Zoroastrismo.

Cada uma destas oito religiões representa e ensina um dos oito principais raios da consciência divina.

Cada uma destas qualidades da mente de Deus sendo transmitidas à população, reencarnação após reencarnação, onde as almas encarnam em famílias de diferentes religiões para serem preparadas e aprenderem as diferentes qualidades da mente divina.

Estas religiões não se dedicam a ensinar ao povo seu conhecimento mais profundo, mas sim uma pequena parte de seus ensinamentos, deixando os assuntos mais complexos para seus integrantes mais dedicados.

Assim, muitas verdades que poderiam ser levadas ao povo, são deixadas para os que se entregam de corpo e alma para a instituição.


1. Judaísmo – 1° Raio, o Azul, Chakra da Garganta – O raio da Vontade Divina, do Poder Divino.

Através do Judaísmo entendemos as facetas da Lei Cósmica.

São as fundações de nossa raiz no coração de Abraão.

As qualidades de Deus que trazem ao homem: Luz, Perfeição, Vontade Divina, Proteção, Direção,

Construção, Fé, Obediência, Amor a Deus e sua lei, Poder, Coragem, Ordem, Negócios, Governo Divino,

energia, Aceitação de Si, agir de Acordo com a Consciência e Aceitação da Lei, Vitória, Perdão e

Finalização das obrigações.

2. Budismo – 2° Raio, o Amarelo Ouro, Chakra da Coroa – O raio dourado da sabedoria,

do entendimento, compreensão, discernimento.

Este chakra foi representado por Gautama Buda que nos ensinou a busca da iluminação.

As qualidades de Deus que trazem ao homem: Iluminação, Auto consciência em Deus, Humildade,

Sabedoria, Discriminação entre o bem absoluto, o bem relativo e a maldade, Discernimento,

Inteligência e Mente aberta, Aceitação do Plano Divino, Respeito a Individualidade do Próximo.

3. Cristianismo – 3° Raio, o Rosa – Chakra do coração – O raio do amor divino.

O servir do Cristo Cósmico no ensinamento e do Espírito Santo na purificação, os dois atuando no

nível do coração.

As qualidades de Deus que trazem ao homem: Vitória, Amor Divino, Abnegação, Beleza –

conforto, Graça, Harmonia, Criatividade, Magnetismo espiritual, Compaixão, Unidade, Adesão,

Coesão, Comunhão com a vida, Batismo do Espírito Santo, Consciência da Vontade Divina,

Disciplina, Educação do Próximo, Honestidade, Confiança, Fidelidade e Organização.

4. Hinduísmo – 4° Raio, o branco, Chakra da base da espinha.

O raio da pureza a purificação do nosso corpo, mente e alma, para que possamos ser o templo

do Espírito Santo.

As qualidades de Deus que trazem ao homem: Pureza, Perfeição, Auto disciplina, Moralidade,

Esperança, Vida, Espirais positivas, Alegria, Êxtase Espiritual, Unidade, Perfeição, Simetria,

Geometria, Lei, Ordem, Comensurabilidade, “Em cima é como em baixo”, Arquitetura divina,

Molde de vida, Decisão, Piedade, Devoção e Harmonia.

5. Confucionismo – 5° Raio – o verde esmeralda, Chakra da 3ª visão.

O raio da Verdade que cura. Traz o desenvolvimento do poder de cura através do 3° olho.

As qualidades de Deus que trazem ao homem: Alegria, Verdade, Abundância, Ciência, Método,

Vida, Saúde, Cura, Unidade, Rejuvenescimento, Regeneração, Precipitação direta ou indireta do

Espírito para a matéria, Respeito ao Próximo, Obediência e Respeito a Lei, Visão Divina, Felicidade,

Abastança.

6. Islamismo – 6° Raio – o púrpura e dourado, Chakra do Plexo Solar. O raio do Ministério e Serviço.

As qualidades de Deus que trazem ao homem: Paz, Ministério e Serviço, Fraternidade e família,

Certeza, Focalização da Vontade, Esperança e Fé no futuro, Justiça, Satisfação e Paciência.

7. Taoísmo – 7° Raio – o Violeta, Chakra da Alma. O raio da transmutação e da liberdade da justiça

e da misericórdia.

O Raio de Saint Germain, de Kuan Yin. As qualidades de Deus que trazem ao homem: Liberdade,

Justiça, Tolerância, Misericórdia, Perdão, Ritual de vida, Invocação do Fogo Sagrado,

Ação do fluir da Luz, Energia, Diplomacia, Tato, Postura, Ciência da Alquimia, Transmutação da

Lei da transcendência, Profecia, .Amor, Compaixão e Oração para servir ao Próximo, Gratidão,

Dedicação, Reflexão e Serviço Espiritual.

8. Zoroastrismo – 8° Raio – o pêssego, Chakra da câmara secreta do coração.

Este é um raio intermediário, que ativa os dos 5 chakras secretos.

Vemos assim que cada uma das religiões facilita o desenvolvimento da alma em cada chakra na disciplina de um Raio específico e sob a regência de um Mestre em particular.

Sentindo a necessidade de evoluir para um outro raio, muitas destas religiões geraram outras paralelas e de valor, porém em muitos casos mal interpretadas por seus seguidores.

O Esoterismo também estuda a verdade que está contida no âmago destas oito grandes e principais religiões do mundo. No esoterismo, o aluno das escolas de mistério da Grande Fraternidade Branca, aprende a conhecer não só os sete primeiros raios, como também o oitavo raio que é o raio intermediário e os cinco raios secretos restantes.

Além disto, muito mais sobre os próprios sete raios, os quais teve apenas uma iniciação durante suas encarnações passadas, quando teve a oportunidade de estudar estas religiões.

Nesta hora, o discípulo aprende a verdade da única religião, aquela verdadeira religião que reúne todas as religiões em uma só.

As escolas da Grande Fraternidade Branca são o local certo para tirar todas as duvidas, por que podemos ver em todas as direções e servir de todos os ensinamentos em um único local.

Estudando todas as 12 qualidades da mente de Deus:

O Poder Divino,

O Amor Divino,

A Mestria Divina,

O Controle Divino,

A Obediência Divina,

A Sabedoria Divina,

A Harmonia Divina,

A Gratidão Divina,

A Justiça Divina,

A Realidade Divina,

A Visão Divina

E finalmente a Vitória Divina.

ESTUDANDO COM OS MESTRES ASCENSOS

Com os Mestres aprendemos que vivemos nosso dia a dia conscientes de uma realidade criada através do nosso livre arbítrio.

Nossa consciência ativa, (a nossa alma), quando está encarnada em um corpo físico, serve-se dos veículos terrenos, (os quatro corpos inferiores) para assimilar a vida terrena que lhe cerca; a partir desta assimilação, toma suas decisões para atuar na transformação deste mundo que ora enxerga; estes quatro corpos inferiores, são divididos em dois corpos ômega, a memória e o mental, e dois alfa, o emocional e o físico.

Assim, a consciência – alma, serve-se das energias que permite entrar em seus copos ômega e das que permite estar próximas aos seus corpos alfa.

Nós somos muito mais do que nossas consciências-almas.

Nós também somos nossas consciências Superior – superconsciênte – EU-Superior; e a consciência inferior – subconsciente – eu-inferior.

A primeira, criada por Deus para nos servir, e a segunda, criada por nós mesmos, fruto de nossas energias e criações imperfeitas, e que luta para se manter viva a través de nossos erros; erros que geram mais energia corrompida e que mantém este eu inferior vivo.

O leme mestre de tudo isto é a nossa alma, nossa consciência ativa e que deve comandar nossa vida em direção ao Eu Superior e obedecer aos seus direcionamentos.

Nós precisamos utilizar nosso tempo, todo o nosso dia a dia, buscando contato com a consciência superior e pedindo a Ela que preencha os nossos corpos ômega (a nossa memória e mental), com energias superiores e divinas, e que afaste para longe de nossos corpos alfa (o nosso corpo físico e emocional), as energias de baixo calão de nosso planeta e ou seres viventes mal intencionados.

Entendam que uma vez que uma energia ruim tenha se alojado dentro de nossa memória e mental, a nossa consciência ativa (a alma), terá de lidar com estas energias.

Os mestres nos ensinam que podemos chamar os seres cósmicos de luz, para elevar as energias externas e internas, de nossas vidas, e de nosso planeta também.

Não precisamos nos render a energias ruins, elas é que precisam se render aos nossos apelos ao fogo divino.

Aprendemos que ao fazermos chamados à luz etérea superior, teremos grande poder de ação sobre o mundo; seja ele físico, emocional, mental ou a memória (etéreo inferior).

Mas para que isto ocorra, precisamos nos dirigir ao seres do éter superior (Mestres Ascensos, Anjos, Arcanjos, Elohim, Presença EU SOU, EU Superior) e invoca-los, implorando para que atuem em nosso mundo.

O verdadeiro guerreiro da luz, é aquele que comanda as hostes de luz para atuarem em prol da verdade e do bem geral de todos.

Nós todos, os filhos da luz, somos aqueles que precisamos enxergar e reconhecer a mentira e a energia desqualificada e pedir às forças de luz que as transformem em verdade e em energia bem qualificada.

Além de pedirmos a intercessão divina, constantemente, para este mundo tão poluído, precisamos entender que é de responsabilidade da alma consciente, colocar sua atenção e pensamentos, em coisas e energias elevadas e puras, protegendo sua mente das forças astrais.

Este é o único meio de vencer as trevas e buscar a ascensão de suas consciências para

a unificação com a mente superior do EU SOU O QUE EU SOU.

Precisamos exigir a harmonia onde habitamos e fugir dos ambientes de desarmonia e conflito.

Extraído de: http://aluisionestelar.ning.com

Um ritual para você contatar as energias dos Mestres e dos Raios, obtendo equilíbrio e proteção

Um ritual para você contatar as energias dos Mestres e dos Raios, obtendo equilíbrio e proteção

Procure um lugar tranqüilo, onde você não seja incomodado, para realizar diariamente o seu ritual. Para deixar o ambiente mais aconchegante, acenda velas e incenso e coloque uma música suave ao fundo (que pode ser clássica, sacra ou new age). Em seguida, siga passo a passo as etapas do ritual.

1. Leitura da Grande Invocação

Do Ponto de Luz na Mente de Deus
Flua a Luz às mentes dos homens
Que a Luz desça à Terra
Do Ponto de Amor no Coração de Deus
Flua Amor aos corações dos homens
Que o Cristo volte à Terra
Do Centro onde a Vontade de Deus é conhecida
Que o Propósito guie as pequenas vontades dos homens
O opósito que os Mestres conhecem e servem
Do Centro a que chamamos Raça dos Homens
Que se manifeste o Plano de Luz e Amor
E sele a porta onde se encontra o mal
Que a Luz, o Amor e o Poder
Restabeleçam o Plano Divino na Terra
Hoje e por toda a eternidade
Amém Amém Amém

2. Ligação com o Eu Superior ou Presença EU SOU

Respirando profunda e lentamente, visualize 8 metros acima da cabeça uma luz branco-dourada como um sol ou uma estrela pessoal. Desse ponto de luz desce um cone ( ou manto) de luz branco-dourada muito luminoso. Faça uma entrega consciente a esta luz afirmando 3 vezes:”Estou entregue ao Eu Superior” .Peça a esta presença luminosa que oriente e conduza sua vida e faça a afirmação abaixo mantendo a visualização.

Do manto de luz da Presença Eu Sou
Desce o fogo sagrado sobre meus corpos
Tornando-me um campo de luz
invulnerável, invencível e invisível
A sagrada proteção do Eu Sou

Sustenta-me em luz e eleva-me ao Pai
Eu Sou Luz… Eu Sou Luz… Eu Sou Luz…

3. Pedindo a Proteção Divina ao Arcanjo Miguel

Respire profundamente e mentalize Luz Azul C eleste de vários matizes nas situações abaixo:
1ª Visualização: Envolva-se completamente num fogo azul e diga:

Arcanjo Miguel… Arcanjo Miguel… me envolve agora no Fogo Azul (3 vezes)

2ª Visualização: Um tubo de luz azul-cobalto vai se fechando sobre você. Diga:

Arcanjo Miguel… Arcanjo Miguel… me fecha num Tubo de Luz Azul (3 vezes)

3ª Visualização: Um anel de luz azul intenso e brilhante em torno de você. Fale:

Arcanjo Miguel… Arcanjo Miguel…sela tudo no Raio Azul (3 vezes)

4. Despertando o centro cardíaco com a Chama Trina

Respire e mantenha a atenção centrada no coração. Mentalize essa região do seu corpo levemente aquecida.

1. Visualize primeiramente uma chama rosa se instalando no coração e respire profundamente para ancorá-la afirmando:

Eu Sou o Amor, Eu Sou o Amor, Eu Sou o Amor
Que tudo envolve na Chama Rosa

2. Visualize agora uma chama azul se instalando no coração, respire e afirme:

Eu Sou a Fé, Eu Sou a Fé, Eu Sou a Fé
Que tudo movimenta no Raio Azul

3. Visualize uma chama amarela-dourada brilhando no coração e respire fundo afirmando:

Eu Sou a Sabedoria, Eu Sou a Sabedoria, Eu Sou a Sabedoria
Que tudo conhece na Luz Dourada

4. Para completar o exercício, visualize as três chamas entrelaçadas e repita as afirmações:

Eu Sou Amor… Eu Sou Amor… Eu Sou Amor
Que tudo envolve na Chama Rosa

Eu Sou a Fé… Eu Sou a Fé… Eu Sou a Fé
Que tudo movimenta no Raio Azul

Eu Sou a Sabedoria… Eu Sou a Sabedoria… Eu Sou a Sabedoria
Que tudo conhece na Luz Dourada


5. Alinhamento dos chacras:

Respire lenta e profundamente e mantenha-se num estado bem relaxado.
Visualize à sua frente uma escada colorida e luminosa. Aos poucos vá subindo degrau por degrau e focalizando luz na parte do corpo conforme o indicado:

1º degrau – luz vermelha clara, focalize o chackra básico

2º degrau – luz laranja forte, focalize a região do umbigo

3º degrau – luz amarela, focalize o plexo solar

4º degrau – luz verde esmeralda, focalize o cardíaco

5º degrau – luz azul-turquesa, focalize a garganta

6º degrau – luz azul royal forte, focalize a glândula pineal e o 3º olho

7º degrau – luz violeta, focalize o coronário

8º degrau – luz rosa-magenta forte no corpo todo

9º degrau – luz perolada ou marfim no corpo todo

10º degrau – luz rosa-pêssego no corpo todo

11º degrau – luz branca-prata no corpo todo

Finalize com as afirmações:

Eu Sou Luz, Eu Sou Luz, Eu Sou Luz
O Amor dos Mestres me conduz à Harmonia
O Amor dos Mestres me conduz ao Equilíbrio
O Amor dos Mestres me conduz á Perfeição
Eu Sou Luz… Eu Sou Luz… Eu Sou Luz

6. Auto-cura com a Chama Verde

Respire profundamente e visualize-se sentado dentro de uma pirâmide verde-esmeralda. Ao mesmo tempo, envolva-se num fogo verde de vários ton s. Imagine que suas mãos se transformam em mãos de luz e com elas você vai tocando partes e órgãos do corpo que quer curar, restaurar, equilibrar. Enquanto visualiza a auto-cura vá pronunciando devagar e de forma mântrica: Hilarion, Hilarion, Hilarion. Finalize o exercício com o apelo:

Amado Mestre Hilarion
Mantenha a Verdade e a Cura
Registradas em meus corpos e ao meu redor
Eu Sou a Verdade, a Consagração e a Cura
Eu Sou a Verdade, a Consagração e a Cura
Eu Sou a Verdade, a Consagração e a Cura

7. Transmutação com a Chama Violeta

Visualize-se dentro de uma chama violeta. Ela tem uma tonalidade bem intensa na região dos pés e, à medida que sobe pelo corpo, torna-se mais clara e vai se abrindo no peito e na cabeça. A Chama Violeta rodopia em torno de você. Enquanto visualiza, faça o apelo:

Amado Saint Germain
Descendei a Chama Violeta e
Transmutai, transmutai, transmutai
As vibrações discordantes de meus corpos
Na mais pura luz divina
Eu Sou um ser de Fogo Violeta, Eu Sou a pureza que Deus deseja (3 vezes)

8. Perdoando na Chama Lilás


Para este exercício, peça as irradiações da Mestra Kwan Yin. Visualize-se entrando num grande salão todo lilás – com flores, cortinas delicadas e toda a decoração nessa cor. Do alto pende um foco de luz lilás que a tudo envolve. Imagine que você se encontra para conversar com pessoas que precisa perdoar ou pedir perdão. Vá perdoando e dando o seu perdão para soltar mágoas, ressentimentos e situações cármicas.

Eu Sou a Lei do Perdão
Eu Sou a Luz de Deus perdoando, perdoando, perdoando
Todos os erros passados, pessoas, lugares, condições ou coisas
Que me tenham feito mal ou eu a elas,
De qualquer modo, em qualquer momento e por qualquer razão
Eu Sou a chama misericordiosa me perdoando e perdoando a Humanidade
Transformando todas as vibrações discordantes em dádivas de Amor Divino
Eu Sou a Liberdade sobre a Terra… Eu Sou Deus em ação!

9. Selando tudo no Amor Rubi

Visualize uma névoa rubi brilhante envolvendo e acolhendo você no amor sublime, incondicional e devocional aos mestres e ao Deus Pai-Mãe. Enquanto visualiza vá pedindo:

Mestra Nada e Mestre Jesus
Me envolvam agora no Manto Rubi
Eu Sou a Compaixão e o Amor
Em forma de adoração
Eu Sou a Paz e a Graça
Se expressando na ação

Léa Cristina Ximenes
Terapeuta Facilitadora Universalista

E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Telefone: |(13) 3477 9813

Comente e Compartilhe!

Fonte Site Vialuz
De Georgina Martins

Extraído de: http://aluisionestelar.ning.com

Grande Fraternidade Branca

A GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

Poderosa Hierarquia Cósmica que tem como objetivo, primordial, auxiliar a humanidade no seu complexo processo evolutivo. Todos os Caminhos que conduzem à Fonte estão sob sua regência. Os seus componentes vivem num campo vibratório de Perfeição e Bem-Aventurança. Dentre eles encontram-se: Seres Solares, Arcanjos, Elohim, Mestres Ascensionados e diversificadas sublimes categorias provindas da Grande Luz. Estão aí representados os três reinos que evoluem no Planeta – humano, angélico e elemental.

Muitos dos Mestres Ascensionados viveram na Terra em corpos físicos e num ato de supremo amor, abdicaram da permanência em elevadíssimas esferas de beleza e perfeição para dedicarem-se à evolução planetária.

Para a realização de Seus planos a Grande Fraternidade Branca conta, ainda, com o auxílio de seres não ascensionados (presos à roda das encarnações) que, voluntariamente, cooperam com o Serviço Divino atraindo e irradiando, para o planeta e os reinos que aqui evoluem, as grandiosas bênçãos da Sagrada Hierarquia.

Os Seres que A integram irradiam Bênçãos Divinas para Terra, subdivididos em grupos que correspondem às Sete Esferas ou Raios Cósmicos -Azul, Dourado, Rosa, Branco, Verde, Rubi, Violeta – Cada Raio com as virtudes que lhes são peculiares e que compõem os Dons ou Virtudes do Divino Espírito.

A Fraternidade Branca elabora e desenvolve, segundo as necessidades dos reinos em evolução no Planeta, um Calendário Anual de Atividades , com a abertura periódica de Templos situados em plano sutil, de forma a garantir que esses reinos sejam abastecidos com as energias impulsoras do processo evolutivo e de modo a propiciar, aos discípulos, maior facilidade de acesso às abençoadas energias daqueles Templos.

Lucia Meira (vlmc)
http://www.fogosagrado.com/ensina13/fraternidadebranca.asp
Estrutura Atual da GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

O que é e como está organizada a hierarquia espiritual que assiste a evolução na Terra

É uma Fraternidade de Seres de Luz que tem como missão promover e monitorar o desenvolvimento espiritual da Terra. Ela faz parte de um grupo de 70 fraternidades de luz espalhadas pelo nosso Universo conhecido como Grande Loja Branca. Foi fundada na Terra por Sanat Kumara, um ser de dimensões superiores de luz que assumiu o resgate espiritual de nosso planeta em tempos muitos difíceis num passado remoto.

A Fraternidade Branca opera em aliança com três Comandos de Luz das hierarquias superiores (Ordem de Melquidezec, Ordem de Michael, Ordem de Enoch); a Confederação Intergaláctica (principalmente com a Missão de Órion, encarregada de trabalhar pela Paz, Arte e Beleza no planeta); e Ashtar Sheran (A Estrela Que Mais Brilha) – Comandante Maior de todas as frotas estelares que dão sustentação ao Projeto Terra.

O trabalho da Grande Fraternidade é feito pelos Mestres Ascensos ou Chohans que dirigem as “Casas” ou “Lojas” dispensadoras dos raios divinos. Estas lojas são réplicas ou estações dos grandes Comandos de Luz que atuam em todos os Universos do Pai, portanto fazem parte das Grandes Hierarquias (todo o Universo é organizado em hierarquias em que reina a disciplina, ordem e o amor incondicional.)

Os Mestres da Grande Fraternidade Branca têm em comum a sua evolução aqui em nosso planeta. Eles passaram por várias encarnações e sofreram todos os tipos de atribulações que nós também sofremos, mas conquistaram a maestria e por isso são “PhD” em assuntos relacionados à Terra e à Humanidade.

Eles aparecem em nossa História, nas grandes religiões da Terra, bem como nos bastidores das ordens iniciáticas, movimentos esotéricos e espiritualistas, escolas de sabedoria e de autoconhecimento do Oriente e do Ocidente. São a ponte entre as hierarquias espirituais mais elevadas e o plano da espiritualidade humana.

Muitas mudanças ocorreram nos planos da Fraternidade Branca no século que findou, pois os acontecimentos relacionados à Transição Planetária se aceleraram muito, embora já tenham começado na época de Cristo, há 2000 anos. Neste começo do terceiro milênio, os redirecionamentos continuam a ocorrer. Foram mudanças nos planos, projetos, missões, cargos, metas, tarefas, estratégias, etc.

Alice Bailey, da Sociedade Teosófica, canal e discípula de Djwal Khul, dizia que muito do que canalizava a respeito dos planos das hierarquias valia até aproximadamente 1940-50. Por isso, é importante ler e consultar livros com canalizações mais recentes sobre os Mestres e a Fraternidade Branca.

Uma boa parte dos trabalhos da Luz neste planeta foi redirecionada, principalmente, após a Convergência Harmônica em 1987, uma onda de despertar que varreu o mundo dando um novo impulso ao processo ascencional em massa.

Também após os atentados aos Estados Unidos, em setembro de 2001, vários redirecionamentos ocorrem para acompanhar os acontecimentos determinados pelo inconsciente coletivo da humanidade, ajustando tudo dentro dos prazos estabelecidos para o Salto Quântico (até 2012/13). Este salto se dará com a entrada do planeta no cinturão de fótons do megasistema de Alpha e Ômega, do qual o sistema solar faz parte, mas não é um evento isolado da Terra – e, sim, um processo ascensional que envolve vários sistemas em diferentes dimensões.

I. ESTRUTURA TRADICIONAL DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

Logos Solar: Hélios e Vesta
Manus: Vaisvata, Meru e Sainthru
Senhor do Mundo: Senhor Gautama Buda
Buda da Evolução: Cristo Maitreya
Instrutores do Mundo: Mestres Jesus e Kuthumi
Maha Chohan: Mestre Paulo Veneziano

Hierarquia dos Raios:

Primeiro Raio (Azul)
Chohan: Mestre El Morya
Arcanjos: Miguel e Fé
Elohins: Hércules e Amazona

Segundo Raio (Dourado)
Chohan – Mestre Confúcio
Arcanjos – Jofiel e Constância
Elohins – Cassiopéia e Minerva

Terceiro Raio (Rosa)
Chohan – Mestra Rowena
Arcanjos – Arcanjos Samuel e Caridade
Elohins – Órion e Angélica

Quarto Raio ( Branco)
Chohan – Serapis Bey
Arcanjos – Gabriel e Esperança
Elohins – Claire e Astréia

Quinto Raio (Verde)
Chohan – Mestre Hilarion
Arcanjos – Rafael e Mãe Maria
Elohins – Vista e Cristal

Sexto Raio (Rubi)
Chohan – Mestra Nada
Arcanjos – Uriel e Graça
Elohins – Tranqüilitas e Pacifica

Sétimo Raio (Violeta)
Chohan – Saint Germain
Arcanjos – Arcanjos Ezequiel e Ametista
Elohins – Arcturos e Diana

II. ESTRUTURA ATUAL DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
(focando a Ascensão Planetária)

Maha Chohan (Dirigente de Era) – Saint Germain

Loja Azul – Primeiro Raio
Cuida diretamente de assuntos relacionados a governos, povos e nações, política, conflitos, lideranças e transformações. Este Raio é a porta de entrada para todas as iniciações e acesso ao caminho para a Luz. É também aporte energético e proteção para todo e qualquer trabalho e missão com a Luz
Manu – Allah Gobi. É uma energia não disponível para discípulos. Ele passa a maior parte do tempo em meditação-irradiação para governos, líderes, nações e povos da Terra.
Protetores – Lord Sírius e Lady Sírius
Chohans – Mestre El Morya e Lady Mírian
Arcanjos – Miguel e Fé
Elohins – Hércules e Amazonas
Tríade Sagrada – Aspecto PAI
Símbolo – Espada Azul de Luz (Excalibur Sagrada)

Academias de Luz – Segundo Raio
São orientadas para os grandes ensinamentos e instrução para os discípulos que buscam a Luz os mestres encarnados. Esses mestres são professores para os filhos e filhas da Luz neste momento de ascensão planetária, irradiando a sabedoria, a inteligência cósmica e a compreensão supremas. As academias cuidam de tudo que se refere à educação no planeta, incluindo-se aqui os trabalhos nas escolas, universidades, academias, aulas, cursos, palestras, conferências, educação por intermédio de televisão, livros, jornais, tudo que possa servir ao ensino. Recebem as instruções da Ordem de Melquizedec.
Logos Solar – Melquizedec ( a inteligência superior que irradia de outros níveis da hierarquia)
Instrutor do Mundo – Senhor Maitreya
Chohans – Mestre Kuthumi, Mestre Djwal Khul, Mestre Lanto
Tríade Sagrada – Aspecto Filho
Símbolo – Estrela Dourada de Seis Pontas

Casa Rubi – Terceio e Sexto Raios
É o grande foco do Amor Divino da Fraternidade. Sintetiza os dois raios do amor, o Rosa e o Rubi, sustentados por Mestra Nada e Mestra Rowena para a irradiação de amor incondicional, compaixão, tolerância, fraternidade, devoção, serviço abnegado, união e paz. O Raio Rosa é a luz do Espírito Santo, de natureza coesiva, acolhedora e nutridora. O Raio Rubi é o raio da devoção e adoração.
Protetores – Mestre Jesus e Mãe Maria
Chohans – Mestra Nada e Mestra Rowena
Tríade Sagrada – Espírito Santo
Símbolos – Rosa de Luz e Rosa Rubi

Templos de Cura – Quinto e Sétimo Raios
Trabalham com a cura e a transmutação em todos os níveis, preparando a humanidade para a ascensão. O Quinto Raio ou Verde traz para o corpo físico descanso e equilíbrio; para o corpo emocional, paz; e para o corpo mental; tranqüilidade. Já o Sétimo Raio ou Chama Violeta é o principal raio curativo para a Nova Era, a luz da redenção e da transmutação, que promove a Alquimia Divina preparando para a ascensão neste período de transição planetária e de salto quântico para a humanidade. Transmuta instantaneamente todos os carmas negativos, sempre que solicitado a Saint Germain. Uma nuance deste raio é o Lilás, que surge da combinação com o Rosa, sustentando o perdão e a misericórdia que completa a cura dos raio verde e o processo de purificação da chama violeta transmutadora. Ele é irradiado pela Mestra ou Mãe Kwan Yin.
Mantenedoras – Kwan Yin e Pórtia
Chohans – Mestre Hilarion e Saint Germain
Símbolos – Chama Violeta e Pirâmide Verde-Cristal

Bancos de Ascensão – Quarto e Décimo Segundo Raios
São focos de grande atividade na Fraternidade hoje, pois as ondas ascensionais que se iniciaram, principalmente após a Convergência Harmônica, tornaram-se intensas na primeira década do novo milênio. Entre 2012 2013, elas deverão cessar. O Quarto Raio (branco-cristal) é a luz da ressurreição irradiada do templo etérico sobre Luxor pelo Mestre Serapis Bey. O Décimo Segundo Raio (pérola ou opalino), também disponível nessa fase de transição planetária, ativa nosso Corpo de Luz preparando-o para a ascensão.
Supervisão – Mestre Ofanin Enoch
Chohan – Mestre Serapis Bey
Arcanjo – Gabriel
Símbolo – Lírio Branco de Luz e/ou Cristal Diamantino

Observações
A Loja Azul, as Academias da Luz e Casa Rubi formam a base dos trabalhos da Grande Fraternidade Branca pois representam tanto a Chama Trina ( azul – poder, dourado – sabedoria e rosa – amor) como Tríade Sagrada ou a Santíssima Trindade (azul / Pai, dourado / Filho, rosa / Espírito Santo).

Nos momentos de intensa aceleração que vivemos, a Fraternidade Branca determina que os raios sejam trabalhados em conjunto. Iniciamos com o Primeiro Raio que nos dá força e proteção; ativamos a Chama Trina no coração; pedimos a cura com o Quinto Raio e a completamos com a Chama Violeta que transmuta e dissolve carmas; perdoamos a tudo e a todos na Chama Lilás; mostramos nossa devoção à Espiritualidade com o Raio Rubi e ganhamos no final a ascensão e a ressurreição para Reinos Superiores da Luz por meio do Raio Branco Cristalino.

III. PRÁTICAS ESPIRITUAIS INDICADAS PELA FRATERNIDADE BRANCA

. Meditação
. Visualizações criativas
. Símbolos Sagrados *
. Respiração de Luz e Cores
. Palavra falada (decretos, afirmações, orações e apelos)
. Nomes sagrados e mantras
. Cantos, músicas e danças sagradas
. Rituais com cristais, água, velas, incenso e flores
. Estudos e leituras
. Canalizações e Mensagens

*Símbolos Sagrados da Grande Fraternidade Branca: Chama Trina, Chama Violeta, Cruz de Malta, Estrela de Davi, estrela de cinco pontas, Excalibur (espada de luz), Santo Graal (cálice sagrado), rosas de Luz, lírio branco, pirâmides, triângulos, Mandala dos 12 Raios, coração, etc

Procedimentos básicos
Para ter a garantia de estar trabalhando com a Grande Luz nas práticas indicadas pela Grande Fraterniadade Branca, devemos cumprir os cinco procedimentos básicos
1. Tubo de Luz Azul e Apelo a Arcanjo Miguel
2. Ativação da Chama Trina conectando com Shamballa
3. Conexão com a Presença Eu Sou de cada um
4. Uso da Chama Violeta
5. A Grande Invocação

Publicado na Comunidade Espiritual, por Natália Reis, em 14 de Novembro de 2008.

 
MESTRES DA ALMA

Certa vez, durante uma projeção, dois amparadores hindus me disseram o seguinte sobre os mestres da alma:

JESUS: o irradiador da nova esperança*;
BABAJI: a firmeza em Cristo;
MATAJI: o silêncio em serviço;
LAO-TSÉ: a sabedoria em gotas;
KRISHNA: o vencedor de si mesmo;
RAMATÍS: o mestre da síntese;
YOGANANDA: um foco de amor;
RAMAKRISHNA: o menino divino;
LAHIRI MAHASAYA: a alegria manifestada;
SIDARTA GAUTAMA (BUDA): o mestre do caminho do meio.

Cada um desses mestres** tem seu próprio estilo de ensinar as verdades da alma, mas em uma coisa eles são exatamente iguais: são os emissários luminosos do “AMOR MAIOR QUE GOVERNA A EXISTÊNCIA”.

– Wagner D. Borges –
(São Paulo, 30/03/97)


O trabalho da Fraternidade Branca é nos lembrar que somos seres espirituais, e com nossa consciência superior nos desatrelar da frequência vibratória que nos limita ao planeta Terra, e assim ter a chance de voltar a viver com nossas famílias cósmicas..

Estamos sendo convidados a deixar o berço, que a Terra amorosamente nos ofereceu, e que já não nos serve mais.

Crescemos… Ou melhor, estamos tendo a oportunidade de crescer…

Seres interdimensionais falam o tempo todo da “volta para casa”. Essa volta nada mais é do que o retorno à origem da nossa alma, ao berço de suas Hierarquias.

Somos filhos das estrelas e é por isso que nossos irmãos extraterrestres estão trabalhando em conjunto com a Fraternidade Branca para a quebra de conceitos aprisionados, e nos chamando de volta para casa. Os Mestres ensinam que a nossa origem estelar nos confere traços de caráter e aptidões, da mesma maneira que a genética humana faz no plano físico. Quando encarnamos na Terra que temporariamente deveria ser nosso lar esquecemos de nossas origens, mas não deixamos de nos parecer com nossos pais estelares.

Graças ao trabalho das Hierarquias de Luz no plano sutil do planeta, muito já aprendemos sobre os novos e libertadores caminhos espirituais.

Quando nos mudamos consequentemente mudamos tudo à nossa volta, inclusive o nosso Planeta. Nós, assim, ascendemos sobre nossas dificuldades, deixando de lado antigas mágoas e tristezas. Deixamos também de ver a nós mesmos como vítimas do destino, e assim tomamos as rédeas de nossas vidas e procuramos nos fazer felizes.

No desejo de nos libertarmos, muitas Hierarquias têm colaborado neste trabalho de conscientização de nossa origem cósmica. Mas muito ainda deve ser feito, pois é preciso que o homem aceite a sua origem e se solte de preconceitos e idéias pré-concebidas que foram, ao longo de sua existência, incutidas na mente humana, principalmente por religiões que supostamente transmitiam a linguagem divina.

A palavra da Fonte resume-se em apenas um conceito, que é o amor. O amor, esse que se desdobra em mil situações, permitindo a libertação de qualquer dor.

Todo o nosso sistema de crenças foi construído em cima do temor e sustentado pelo medo. Por isso a mensagem da Fraternidade Branca é tão inovadora. Os Mestres ensinam a libertação…

Eles muitas vezes interferem em nossas vidas justamente para nos ajudar, e não para nos cobrar alguma atitude, pois somos os únicos responsáveis por nossas escolhas.

A ascensão planetária é antes de tudo pessoal, o que significa que temos que ser capazes de superar nossos defeitos, potencializar nossas capacidades, e assim abandonar o caminho que nos atrela ao sofrimento.

Ascensão pessoal significa transcender as nossas próprias dificuldades e não fugir dos problemas.

Devemos lembrar que os Mestres Ascensionados que servem à Fraternidade Branca ensinam, por meio do exemplo de suas vidas, que viver é uma dádiva e não um sacrifício.

A libertação ensinada pelos Mestres é uma mudança no nosso sistema de crenças e principalmente na nossa vibração. Portanto, vibrando diferente, sentimos a vida de forma diferente também, e temos a chance de perdoarmos com mais facilidade.

Quando acreditamos que podemos mudar o nosso destino, com certeza somos capazes de fazê-lo.

O homem muitas vezes deixa escapar por entre as mãos incríveis verdades espirituais para não correr o risco de desafiar os conceitos pré-estabelecidos, que limitam o que é certo e o que é errado saber.

Neste tempo que estamos vivendo, conhecido como era de Aquário, muitas transformações são esperadas, e acredito que a mais importante de todas elas é a abertura espiritual para novas idéias.

Resumo do livro “Os Sete Mestres”, de Maria Silvia P. Orlovas

Informações extraidas de:

anjodeluz.ning.com